Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 31/05/2016 - 17:17h.
Análise do Vitão: Linha tênue entre o céu e o inferno
Saudações Palestrinas!

Antecipadamente agradeço a oportunidade de voltar a escrever neste espaço, onde tentarei trazer uma análise do nosso amado verdão pela ótica de um torcedor “comum”, apaixonado como todos vocês.

Foi uma derrota dolorida! Daquelas que demoramos para digerir, não somente pelos 3 pontos mas principalmente pelo fato de termos certeza de que poderíamos ter vencido o jogo.

Começamos bem a partida, o time passava a impressão de que não daria chances para o adversário, no entanto, após 10 minutos de um futebol vistoso, sofremos um gol que nos desestabilizou complemente para o restante da partida.

Eu poderia tentar utilizar justificativas válidas, como uma arbitragem ruim, a falta no Dudu antes do gol, porém, o futebol apresentado pelo Palmeiras não merece uma justificativa, fizemos uma péssima partida e merecemos perder.

Tenho gostado bastante do Cuca, em especial por ele não ter medo de alterar a equipe, se algo está errado ele não espera até os 15 minutos do segundo tempo para fazer alterações, e foi isso que ele fez, substituindo o Thiago Santos por Moisés e o Roger Guedes por Rafael Marques.

E um primeiro momento o time voltou para o segundo tempo melhor, no entanto, rapidamente sucumbiu por conta do nosso maior problema nos últimos anos: A falta de um meia confiável.

O Cuca já percebeu que infelizmente não poderemos contar totalmente com o Claiton Xavier, e espero sinceramente que o Alexandre Mattos esteja resolvendo este grave problema que inclusive nos custou almejar melhor sorte na Libertadores 2016.

Não adianta colocar a responsabilidade da armação no Dudu, muito menos critica-lo publicamente após a partida, na qual, a exemplo de todo o time com exceção do Fernando Prass, não jogou nada.

Eric entrou no lugar do apagado Gabriel Jesus e absolutamente nada mudou, não vejo muito futuro para o jogador aqui no Palmeiras.

Durante o restante do segundo tempo, nada deve ser exaltado além da incrível competência e qualidade do Prass, que felizmente evitou uma derrota mais amarga.

Considero que temos um excelente elenco, e vamos sim disputar o título do Campeonato Brasileiro, mas para isso precisamos resolver nossa armação. Se não tivermos um excelente meia, temo que mais uma vez seremos coadjuvantes de um campeonato de qualidade técnica questionável.

Sigo acreditando que falta pouco para nos acertarmos, porém, a linha entre o céu e o inferno no Palmeiras é mais tênue do que a linha que separa o amor e o ódio.

Um grande abraço!

Vitão
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!