Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 30/08/2016 - 10:58h.
Análise do Vitão: A tão Sonhada Consistência

Saudações Palestrinas!

Pessoalmente tenho uma satisfação muito grande quando o Palmeiras derrota o Fluminense tamanha a ojeriza que tenho por este time.

Em Brasília, jogamos fora de casa, mas assim como aconteceu contra o Flamengo (que muitos consideram a maior torcida do país) nossa torcida foi a maioria. Aliás, a nossa torcida assim como o time, tem feito sua parte e a sintonia que desfrutamos neste momento é fruto de um futebol rápido e ofensivo.

Controlamos totalmente a partida e apesar da violência do time carioca em nenhum momento tivemos dúvida de que conseguiríamos mais uma vitória. Sim, poderíamos ter feito mais gols, porém, nossos atacantes abusaram do individualismo em situações claras de gol.

O jogo começou quente, com muitas faltas e o juiz tentou controlar a partida demonstrando uma autoridade pífia, estufando o peito a todo momento em que ia falar com os jogadores, mais um péssimo arbitro que felizmente não influenciou no resultado da partida.

Dudu fez aos 18 minutos do primeiro tempo, um gol de oportunismo, dando uma “voadora” na bola após cruzamento de Jean que seis minutos mais tarde fez o segundo gol, acertando um belo chute no ângulo, sem chances para o goleiro.

Fiquei muito feliz de ver o Gabriel em campo, fez uma boa partida, no segundo tempo sentiu a falta de ritmo e foi substituído após quase marcar um belo gol onde a bola bateu caprichosamente na trave direita do goleiro. Destaco também a atuação do Mina que voltou de contusão, não sentiu a falta de ritmo e foi muito seguro durante toda a partida.

Gabriel Jesus foi cassado em campo e apanhou muito, teve até sua chuteira rasgada após uma dura dividida; é melhor se acostumar, pois vai apanhar muito até o fim do campeonato. Não fez uma grande partida, porém, tinha a todo momento dois jogadores adversários em cima, liberando espaço para outros jogadores.

Dudu fez uma boa partida, jogando muito mais solto pelo lado direito, por vezes caindo para o meio ajudando o Moisés na armação.

Moisés e Gabriel após solicitarem substituição deram lugar a Claiton Xavier e Arouca, que não comprometeram, Erik deu lugar a Roger Guedes que infelizmente não foi bem novamente, muito afoito e individualista perdeu algumas chances claras de ampliar o placar.

Jailson estava ligado, fez uma ótima partida, se recuperando da falha contra a Ponte, uma defesa espetacular cara-a-cara com um atacante do Fluminense e outras boas intervenções durante a partida.

Final de jogo, liderança isolada mantida e temos que ficar ligados, afinal de contas o time que está em nosso calcanhar é o queridinho da CBF e Rede Globo, não acho que tenham um bom time, mas é melhor não vacilarmos, não vamos pagar para ver!

Ainda considero que o Atlético MG seja o nosso grande adversário, por conta de um elenco muito qualificado, contudo, vejo que o Palmeiras está muito mais próximo da tão sonhada consistência, jogando da mesma forma tanto dentro quanto fora de casa o que nos credencia cada vez mais ao ênea.

Um grande abraço!

Vitão
 
CONFIRA TAMBÉM NO PTD:
-
- Página do Brasileirão
- Números do Verdão na temporada
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!

 

 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!