Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 12/09/2016 - 17:58h.
Análise do Vitão: Cheiro de Mutreta

Saudações Palestrinas!

Iniciamos mais uma semana no topo da tabela, para desgosto de toda a imprensa esportiva e causando “Epicondilite Medial” nos rivais.

A imprensa começou a fazer o oba-oba que lhe é costumeiro, com uma torcida escancarada pelo Flamengo. Espero estar enganado, mas a minha perspectiva de que tentem decidir o campeonato “na marra” é cada vez maior, não se surpreendam que CBF, STJD e RGT utilizem suas piores armas: Sinto cheiro de mutreta no ar!

Como venho falando desde minhas primeiras colunas, vamos ganhar este campeonato contra tudo e contra todos, este é nosso lema!

Chegamos em um ponto crucial do campeonato, onde precisaremos atuar com muita inteligência e valorizar cada ponto ganho com suor, como foi o ponto conquistado ontem no Olímpico.

O Palmeiras iniciou o jogo errando muitos passes, muito por conta do gramado ter sido molhado antes do início do primeiro tempo. A opção do Cuca por Gabriel na lateral direita não funcionou muito bem, e deixou o Palmeiras um pouco penso dentro de campo, sem muitas opções de jogadas em profundidade pela direita.

O grande momento do primeiro tempo foi a defesa espetacular de Jaílson cara a cara com o atacante do Grêmio e evitou um gol certo do Grêmio.

O time do Grêmio abusou das faltas e quase tirou Gabriel Jesus do sério, e caso o mesmo não tivesse sido providencialmente interpelado por Moisés teria tomado um cartão amarelo que o deixaria de fora da próxima partida.

A atitude do Moisés foi muito positiva e demonstrou o quanto é importante termos jogadores centrados e preparados para instruir os jogadores mais efusivos do elenco.

O time voltou sem alterações no segundo tempo e logo foi dominado pelo Grêmio, o Cuca percebeu a dificuldade técnica e resolveu colocar o Cleiton Xavier no lugar do Moisés para tentar organizar melhor o meio campo.

Não surtiu efeito imediato, porém após mais uma defesa espetacular de Jaílson depois de uma cobrança de falta, onde a bola ainda bateu no travessão, o ímpeto Gremista diminuiu e o jogo ficou mais equilibrado.

Barrios entrou no lugar de Roger Guedes e Gabriel Jesus saiu contundido dando lugar ao Rafael Marques, pouca coisa mudou efetivamente. Gabriel Jesus saiu depois de sofrer uma forte entrada, creio que estará em campo no próximo jogo; aparentemente foi apenas uma pancada.

Dudu teve a melhor chance do Palmeiras no jogo, onde perdeu cara a cara com o goleiro após uma bela finalização de voleio que bateu no travessão.

O jogo seguiu nervoso até o fim, mas conseguimos segurar o empate graças a noite iluminada de Jaílson, que sem dúvidas é a expressão maior de felicidade dentro do elenco, agarrou a oportunidade de ser o titular de uma posição “santa”.

No início do Campeonato o Cuca disse que teríamos 38 finais pela frente, e realmente, ele estava certo, porém o jogo da próxima quarta-feira é o primeiro jogo verdadeiramente decisivo no campeonato, vamos jogar contra todos de fato! Seremos 16 milhões contra o resto do país, estarei lá e tenho certeza de que sairemos vitoriosos, mais uma vez contra tudo e contra todos!

Um grande abraço!

Vitão
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!

 

 
 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!