Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 05/06/2017 - 23:08h.
Análise do Vitão: Ninguém serve a dois senhores

Saudações Palestrinas!

Ainda muito longe do que todos nós desejamos, o Palmeiras começa a demonstrar sinais de evolução e o trabalho do Cuca começa a aparecer.

Nosso comandante está mostrando aos jogadores que ninguém possuí cadeira cativa no time, isso realmente é muito bom; desde que ele não o faça por “birra” ou para demonstrar força no comando.

Inegavelmente o Palmeiras fez uma partida melhor contra o Atlético-MG, porém ainda é abaixo da expectativa criada por todos: principalmente por nós torcedores.

O Palmeiras não deu um contra-ataque sequer para o Atlético Mg, que tem em seu elenco jogadores como Robinho e Fred, ambos não finalizaram nenhuma vez.

A formação com Thiago Santos de primeiro volante deu bastante força na recomposição defensiva, não sobrecarregando o Mina e o Edu Dracena.

Não acho que o Cuca tenha sido justo com o Felipe Melo, além dele ser um dos destaques do time em 2017, Tchê Tchê não está jogando absolutamente nada; com o Felipe Melo em campo, teríamos a opção dos lançamentos em profundidade, além da qualidade nas inversões.

Keno foi realmente muito bem na partida, merece a vaga do Roger Guedes, que além de não estar jogando nada tem muito estrelismo para pouca “cancha”.

Durante o primeiro tempo, foi um jogo de ataque contra defesa, tudo bem que nosso ataque estava pouco criativo, mas fez o suficiente para sair de campo com a vitória parcial, o que infelizmente não aconteceu.

Guerra fez um excelente primeiro tempo, é um jogador muito habilidoso, por vezes me pego pensando o quanto seria legal vê-lo jogando ao lado do Valdivia, tamanho é o seu controle de bola.

O pênalti perdido pelo William no final do primeiro tempo, demonstra que a ansiedade dos jogadores é tão grande quanto a de nós torcedores, porém, mais uma vez, ao perder um pênalti deixamos de ter sorte melhor na partida.

No segundo tempo o Cuca colocou o Borja no lugar do Roger Guedes, a mudança melhorou bastante o time, aliás, o Colombiano demonstrou muito mais vontade e quase fez um golaço.

As entradas de Michel Bastos e Erik pouco acrescentaram, mas é inegável a qualidade do Bastos, já o Erik infelizmente não tem condições de jogar no Palmeiras.

Após os trinta minutos, o time cansou e quase tomamos o gol em uma falha do Fernando Prass, felizmente o Rafael Moura dominou a bola com as mãos, logo depois nosso goleiro se redimiu ao fazer uma defesa espetacular em um chute do Maicossuel.

Infelizmente o empate azedou a torcida presente no Allianz Parque, que vaiou o péssimo início de campeonato do Palmeiras.

Cuca tem moral e respeito para com nós torcedores, mas no Palmeiras, ninguém é unanimidade: e o céu fica bem pertinho do inferno.

Para finalizar gostaria de deixar mais uma vez meu repúdio ao B3, Maurício Galiotte, que impediu que o narrador do Allianz faça brincadeiras como por exemplo a que fez quando o Flamengo foi eliminado da libertadores.

Sim, você é um Banana! Um capacho do Mustafá! Acorda Maurício! você escolheu servir ao Palmeiras e no final das contas ninguém serve a dois senhores!

Um grande abraço!

Vitão
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!