Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 10/07/2017 - 20:10h.
Análise do Vitão: Somente a vitória interessa

Saudações Palestrinas!

Sempre foi muito comum em nossas conversas sobre futebol, atribuirmos a alcunha de “modinha” para torcedores são-paulinos.

Infelizmente nossa torcida está passando dos limites no que se refere ao tom das cornetas; existe uma caça às bruxas e frequentemente um “cristo” é nomeado para pagar pelos pecados de todos.

É insuportável acompanhar os grupos de Whatsapp ou fóruns do Palmeiras nos últimos tempos, a cada tropeço procura-se um culpado e o mesmo é execrado sem qualquer parcimônia.

Obviamente que todos nós esperávamos muito mais do time, a falta de consistência da equipe deixa até o mais esperançoso torcedor com a pulga atrás da orelha.

Porém sempre existem várias análises sobre um mesmo ponto de vista e ter cautela para analisar uma situação se faz necessário para não inflamarmos a parcela de nossa torcida que não pensa: aquela que somente reproduz o que escuta na mídia nefasta e acaba fazendo um barulho desgraçado.

Eu poderia dizer aqui que o Palmeiras perdeu ontem para o Cruzeiro por que teve dois pênaltis não marcados ou quem sabe citar os desfalques? Ou até mesmo crucificar o Fernando Prass dizendo que ele falhou em pelo menos dois gols.

As desculpas brotam ao mesmo tempo em que eu busco na memória jogos ruins que fizemos no ano passado: quem não se lembra da derrota que tivemos no Rio de Janeiro para o Botafogo por 3x1, em uma partida na qual fomos massacrados durante os noventa minutos? Ou então da derrota para o Cruzeiro 2x1 no Mineirão, estreia do Fabiano pelo Palmeiras?

Foram partidas em que tivemos atuações pífias, mas nem por isso deixamos de fazer partidas memoráveis durante aquele mesmo campeonato.

Temos um excelente elenco, mas não podemos negar que os desfalques de: Jean, Moisés, Felipe Melo, Guerra e Borja nos atrapalham. Da mesma forma que não podemos deixar de considerar também que alguns jogadores estão em má fase e não estão rendendo o que se espera: Borja, Fernando Prass, Tchê Tchê, Zé Roberto, Michel Bastos e Egídio.

Estávamos fazendo um primeiro tempo razoável até tomarmos o gol; um pênalti não marcado no Roger Guedes e algumas boas jogadas principalmente pela ponta direita, no entanto quando tomamos o gol o time do Cruzeiro por jogar em casa adotou uma postura diferente em campo; passou a ganhar tempo em todas as jogadas e esperar o Palmeiras para contra-atacar, porém, depois de um chute despretensioso que desviou no meio do caminho eles terminaram o primeiro tempo com 2x0.

Além da péssima atuação dos laterais, o nosso meio de campo não teve uma marcação suficientemente boa. Thiago Santos poderia ter jogado no lugar do Zé Roberto enquanto que o Dudu poderia ser recuado para fazer a meia, desta forma nossa marcação seria muito melhor.

Acho que este é o momento em que o Cuca deve olhar para a base e garimpar algum lateral, posição onde estamos padecendo por conta da má fase dos nossos titulares e reservas.

Prass infelizmente não está em sua melhor fase, tenho muito respeito pelo que ele representa para o Palmeiras e inclusive acho que ele deve renovar o contrato o quanto antes para que trabalhe com a cabeça mais fria, porém, acredito que neste momento Jailson deve assumir a titularidade.

Começamos o segundo tempo em cima do time do Cruzeiro, Keno que entrou no lugar do Mayke, fez boas jogadas, mas como sempre o passe final é pouco produtivo.

Por diversas vezes o time deu a impressão que conseguiria pelo menos empatar a partida, principalmente depois que o William fez o gol, porém, nos quinze minutos finais o time teve as entradas de Michel Bastos e Rafael Veiga nos lugares de Egídio e Zé Roberto, porém nada de efetivo aconteceu e o time sucumbiu, tomando o terceiro gol em um contra-ataque nos acréscimos.

Guerra fez muita falta nas duas últimas partidas, e com certeza a situação com o seu filho influenciou no desempenho do time, principalmente no jogo da libertadores, mas felizmente ele está se recuperando da melhor forma possível.

A novela com o Diego Souza deve ter um desfecho em breve, porém, confesso que já encheu a paciência, tenho a impressão de que se o jogador batesse no peito e dissesse que gostaria de jogar no Palmeiras, a situação já estaria resolvida.

Quarta-feira temos o principal jogo do ano, qualquer resultado diferente de uma vitória não será aceito, por isso, é hora de sacudir a poeira e colocar o coração na ponta da chuteira, clichês do futebol, mas que nunca fizeram tanto sentido. Somente a vitória interessa!

Avanti Palmeiras! Confio plenamente no Cuca e tenho certeza de que o Palmeiras voltará a ser o PALMEIRAS em breve.

Um grande abraço!

Vitão
 
CONFIRA TAMBÉM NO PTD:
-
- Página do Brasileirão
- Números do Verdão na temporada
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!

 

 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!