Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 20/07/2017 - 20:17h.
Análise do Vitão: Até quando esperar...

Saudações Palestrinas!

Millôr Fernandes em certa oportunidade disse: “Pontual é alguém que resolveu esperar muito”, é com esta frase que começo o texto.

Após a contusão do Fernando Prass durante a preparação para as olimpíadas em 2016, Jaílson teve que esperar por três partidas sendo reserva do Wagner para assumir a titularidade e defender nossa “santa meta” por 19 prélios no campeonato brasileiro.

Em mais uma daquelas histórias improváveis: onde um goleiro de 34 anos pela primeira vez assume as metas de um clube gigante em meio a uma competição tão importante que não era vencida há 22 anos pela equipe, e ainda por cima termina o campeonato invicto.

Quando a temporada 2017 se iniciou, muitos de nós tínhamos dúvidas sobre quem seria titular mesmo com a recuperação do grande Fernando Prass. Jaílson foi para o banco e nesse período recebeu propostas e foi resiliente acompanhando de camarote um time instável e bipolar.

A humildade e resiliência do nosso camisa 14 foi premiada com uma excelente atuação em um dos jogos que poderia ter sido inclusive a sua fogueira da inquisição.

Fomos jogar contra um time que vive da imagem empurrada pela Rede Globo goela abaixo dos telespectadores brasileiros, um time que não possuí glórias recentes e vive de um falso status mantido por cotas absurdas pagas pela “platinada”.

Oscilamos novamente e fizemos um primeiro tempo muito ruim; mesmo com os dois gols marcados em dois contra-ataques letais.

O gol sofrido logo no início do jogo desestabilizou o time novamente, o que tem sido frequente com o Palmeiras, aliás, faz tempo que não passamos uma partida sem tomarmos gols, nosso sistema defensivo não se acerta! Nosso lado esquerdo é muito frágil.

Felizmente o Cuca não está satisfeito, Luan foi muito mal e Juninho deve entrar em seu lugar na próxima partida o que será muito bom para dar uma cobertura melhor ao Michel Bastos, que está se readaptando à função de lateral, mas também fez uma partida desastrosa.

Bruno Henrique e Tchê Tchê não foram bem e este foi um dos grandes problemas do time no primeiro tempo, não tínhamos ligação no meio campo e muito menos marcação.

William que fez o primeiro gol saiu contundido e deve ficar afastado até seis semanas, Borja entrou em seu lugar, mesmo não sendo uma partida ideal para as suas características o Colombiano fez uma partida razoável: tenho certeza de que se adaptará ao time.

Depois de fazermos o segundo gol, o flamengo empatou após falha bisonha do Luan, fomos para o intervalo com o empate, mas o time visivelmente estava motivado.

Não podemos reclamar de nenhum jogador que esteve em campo ontem, todos estavam totalmente focados e brigaram por todas as bolas.

Mesmo tendo tomado dois gols, o Jaílson saiu de campo como um dos destaques da equipe; fazendo pelo menos três defesas difíceis.

Voltamos para o segundo tempo com o Thiago Santos no lugar do Bruno Henrique e o time fez um bom segundo tempo, tivemos pelo menos três chances reais de gol, duas delas com o Borja, que poderia ter feito o gol da redenção no final do segundo tempo, mas infelizmente chutou errado em uma bola que poderia ter tocado para o Roger Guedes.

Michel Bastos quase foi o protagonista de uma mais uma derrota, mas felizmente o mundo da bola parece ter parado de conspirar contra nós e Jaílson que já estava fazendo uma ótima partida, pegou o pênalti de Diego; depois daquele momento todo o torcedor Palmeirense sabia que não tomaríamos mais gols.

Infelizmente não conseguimos fazer o terceiro gol, mas saímos do puxadinho medíocre que chamam de arena com um resultado satisfatório e com os ânimos renovados.

O fato que não pode deixar de ser citado foi a atuação deplorável da arbitragem que aplicou nove cartões amarelos para o Palmeiras, alguns beiraram o absurdo. O pior de tudo é ver tanto o Guerrero e o presidente deles, “xiliquento” e mentiroso vociferando asneiras em todos os meios de comunicação.

Infelizmente não temos um presidente, temos uma figura representativa, omissa e covarde que no momento em que o bicho pegou, mandou o Matos dar satisfação para a torcida.

Acredito no Verdão e tenho certeza de que o Cuca está conseguindo acertar o time, ainda temos tempo de mostrarmos por que de fato somos campeões!

Um grande abraço!

Vitão
 
CONFIRA TAMBÉM NO PTD:
-
- Página do Brasileirão
- Números do Verdão na temporada
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!

 

 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!