Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 07/04/2010 - 23:35h.
Despedida com mais um vexame

Por Eduardo Luiz  eduardoluiz@palmeirastododia.com

Com a intenção de dar ritmo aos seus principais jogadores, o técnico Antônio Carlos mandou a campo o chamado time titular. Apenas Marcos, Danilo e Ewerthon não iniciaram a partida (Ewerthon ficou no banco, Marcos foi poupado e Danilo estava suspenso).

Mesmo com "força máxima", o Palmeiras viu o Paulista iniciar melhor a partida. Logo aos 4 minutos Edinho tirou a bola de uma confusão na área que fatalmente terminaria em gol. Se aos 4 Edinho pôde salvar, aos 12 não surgiu nenhum candidado a heroi. Mazola entrou como quis na área e cruzou para Felipe Azevedo, deitado, empurrar a bola para o fundo das redes de Deola: 1 a 0.

Atrás no marcador, o Palmeiras só foi assustar a meta adversária aos 22 minutos com Robert, que girou e chutou com perigo, exigindo de Vinícius uma boa defesa. Os donos da casa não se intimidaram e responderam prontamente: aos 27 Eli Sabiá chutou por cima, assustando Deola.

O time de Antônio Carlos teve uma ótima chance para empatar aos 32 minutos com Lincoln, que cobrou falta sofrida por ele mesmo no travessão, mas novamente o Paulista não se assustou. Aos 36 Mazola voltou a invadir a área pela esquerda e ficou esperando o contato com Léo para se jogar, o árbitro foi na dele e assinalou pênalti inexistente. Felipe Azevedo bateu e converteu: 2 a 0.

No segundo tempo, mesmo sem modificações, o Palmeiras voltou melhor, mostrando mais vontade. Aos 2 minutos Diego Souza tabelou com Lincoln e chutou ara defesa em dois tempos de Vinícius. Aos 8 Armero cruzou sob medida para Lincoln de cabeça diminuiur: 2 a 1.

O gol deveria dar moral ao time de Zago, mas isso não aconteceu. Inexplicavelmente o Palmeiras diminuiu o ritmo e voltou a dar espaços ao Paulista. Aos 18 Samuel chutou forte e Deola espalmou.

O Verdão só foi aparecer no ataque aos 32 minutos num chute fraco de Ewerthon. Percebendo a fragilidade Palmeirense, o Paulista foi em busca do terceiro gol, que acabou saindo aos 36; Mazola deixou Léo para trás com um drible desconsertante e cruzou na cabeça de Samuel: 3 a 1.

A vantagem por dois gols fez o time da casa ficar tocando a bola, à espera do apito final do juiz. Com o resultado o Paulista se livrou do rebaixamento e o Palmeiras caiu para a vergonhosa 11ª colocação, terminando o Paulistão de forma humilhante.

Agora o Palmeiras se concentra na partida do próximo dia 15/04 (quinta-feira) contra o Atlético/PR pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O jogo será às 19h30 no Palestra Itália.

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!