Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 29/04/2010 - 21:27h.
Pênalti no fim salva o Verdão

Por Eduardo Luiz  eduardoluiz@palmeirastododia.com

Com a missão de repetir o que havia feito diante do Atlético-PR, quando venceu sem sofrer gols em casa, o Palmeiras iniciou a partida com mais posse de bola que o Atlético-GO, mas sendo precavido na hora de  atacar.

A primeira boa oportunidade aconteceu aos 12 minutos, quando Robert achou Lincoln dentro da área; o camisa 99 desviou de primeira por cima. Aos 15 Diego Souza ajeitou bonito e tentou um voleio, mas errou. A equipe visitante foi criar sua primeira chance de gol apenas aos 19 minutos com Robiston, que arriscou da entrada da área por cima do travessão de Marcos.

Após o bom começo, aos poucos o time de Antônio Carlos foi cedendo espaços ao Atlético-GO, que aproveitou. Aos 31 minutos Robiston cobrou falta, Marcos espalmou o no rebote Edinho aliviou. Aos 39 Jairo cabeceou com perigo por cima.

O Verdão só voltou a se impor nos cinco minutos finais. Aos 42, após linda troca de passes entre Cleiton Xavier e Lincoln, o camisa 10 finalizou, Márcio espalmou e no rebote Robert fez o gol, mas ele estava impedido. Aos 45 o artilheiro Palmeirense no ano chutou forte de dentro da área para outra boa defesa do goleiro. Logo em seguida o juiz encerrou o primeiro tempo no Palestra Itália.

Na etapa final o Atlético voltou com uma postura um pouco mais ofensiva e criou boas oportunidades para abrir o placar. Aos 7 minutos Marcão acertou o travessão; aos 12 Rodrigo Tiuí chutou colocado mas São Marcos fez milagre.

O Palmeiras só foi reagir aos 18 com Marcos Assunção, numa cobrança de falta que Márcio defendeu. Aos 20 porém o Atlético voltou a levar perigo e outra vez Marcos evitou que o marcador fosse aberto; dessa vez o camisa 12 parou Robiston num tiro à queima roupa.

Percebendo a queda de rendimento do seu time, o técnico Antônio Carlos sacou Robert e colocou em campo Ewerthon. Logo no primeiro ataque quase saiu o gol; Diego enfiou mas o chute do camisa 28 saiu tirando tinta da trave.

Depois dos 30 minutos o Atlético abdicou a postura ofensiva para segurar o resultado. Totalmente recuado, o time de Geninho bloqueava toda investida Palmeirense. Quando a torcida já lamentava o empate em casa, aos 48 minutos Cleiton Xavier enfiou para Paulo Henrique; o atacante, que entrou no lugar do vaiado Diego Souza, foi puxado na hora da finalização: Leonardo Gaciba assinalou pênalti cobrado por Cleiton Xavier: 1 a 0 e fim de papo no Palestra Itália.

Clique aqui e veja na TV PTD os lances do jogo

Para avançar à semifinal da Copa so Brasil, o Verdão precisa apenas de um empate no
jogo de volta, que está marcado para quarta-feira que vem (05/05) às 19h30 no estádio Serra Dourada.

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!