Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 05/09/2010 - 18:00h.
Palmeiras volta a judiar da sua torcida

Por Eduardo Luiz  eduardoluiz@palmeirastododia.com

Repetindo a mesma formação que deu certo contra Atlético-MG e Fluminense, o Palmeiras começou o jogo tentando pressionar o Cruzeiro. As primeiras oportunidades surgiram em jogadas de bola parada. Aos 8 minutos Marcos Assunção arriscou para defesa tranquila de Fábio. Aos 17 o volante levantou na cabeça de Kleber, que desviou mal.

O Cruzeiro, muito bem marcado, também só conseguiu assustar o gol de Marcos em uma cobrança de falta executada por Montillo, mas o camisa 12 Palmeirense foi buscar. Depois disso só deu Verdão. Aos 21 Fabrício chutou cruzado mas Rivaldo não alcançou. Aos 27 Marcos Assunção voltou a testar Fábio numa cobrança de falta. O gol acabou saindo aos 33 após Léo atropelar Fabrício dentro da área; pênalti que Kleber não desperdiçou: 1 a 0.

O gol inflamou o time de Felipão. Aos 37 Edinho soltou a bomba da intermediária; Fábio fez linda defesa. Na cobrança de escanteio, porém, o goleiro rival apenas observou Maurício Ramos subir mais que toda sua zaga: 2 a 0. No último minuto da etapa final Kleber voltou a levar perigo, mas o chute saiu alto demais.

No segundo tempo o Cruzeiro deixou a formação defensiva de lado e voltou com mais um atacante e um meia. Com mais homens ofensivos em campo, os mineiros sufocaram o Palmeiras. Antes de conseguirem diminuir, porém, o Verdão perdeu Marcos, lesionado. Deola entrou aos 10 minutos e aos 14 já teve de buscar a bola no fundo das redes: Roger chinelinho arriscou um chute que sairia perto da bandeirinha, mas no meio do caminho Pierre desviou: 2 a 1.

O gol deu novo ânimo aos visitantes. Aos 19 minutos de novo o sistema defensivo do Palmeiras falhou, Montillo aproveitou: 2 a 2. Toda a festa que a torcida Palmeirense fazia no Pacaembu virou preocupação, pois em campo o time havia morrido. Inexplicavelmente o técnico Luiz Felipe Scolari demorou a substituir e viu seu time ceder espaços ao Cruzeiro. A virada se concretizou aos 40 minutos com o argentino Farías, impedido: 3 a 2. Faltou tempo e futebol para uma reação. Mais um jogo para a galeria de derrotas ridículas do Palmeiras jogando em casa. Com o resultado a zona de rebixamento volta a ficar mais perto que o G4. Haja inconstância...

Às 22h de quarta-feira (08/09) o Verdão inicia sua participação no returno contra o Vitória, no Barradão.

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!