Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 02/12/2018 - 18:52h.
Na despedida do Brasileirão, Verdão vence o Vitória e faz a festa do Deca com a torcida
Edu Dracena, Scarpa e Bruno Henrique fizeram os gols da última vitória do Palmeiras na campanha do título.

Como foi campeão com uma rodada de antecedência, existia a expectiva do Palmeiras iniciar o jogo com atletas que não foram aproveitados ao longo da campanha, como Pedrão e Nico Freire, mas eles sequer ficaram no banco. Com força máxima em campo, o Verdão viu o Vitória finalizar primeiro. Aos 4 minutos Luan arrancou do meio-campo sem ser incomodado e da entrada da área chutou para fora, sem perigo para Weverton.

A resposta alviverde não demorou. Aos 6 minutos Dudu deu bom passe para Gustavo Scarpa chutar por cima do travessão. Aos 12 outra chance para o camisa 14; ele bateu colocado buscando o ângulo, mas errou o alvo. Aos 13 Lucas Lima tabelou com Scarpa e enfiou para Bruno Henrique, que ficou em ótima condição para concluir, mas o volante tropeçou e desperdiçou boa chance.

Mesmo com muito menos posse de bola, o Vitória, já rebaixado, oferecia perigo em alguns contra-ataques. Aos 14 minutos Yago chutou rasteiro e assustou a meta de Weverton. No lance seguinte William Faria arriscou de longe, por cima do travessão.

Aos 21 minutos Felipe Melo fez ótimo lançamento para Mayke, o lateral acionou Borja e o centroavante, de canhota, quase abriu o placar. Seria um golaço. No contra-ataque dessa jogada o time visitante só não fez 1 a 0 porque Mayke desarmou Léo Ceará antes da conclusão. Aos 25 minutos Léo Gomes fintou Lucas Lima e experimentou da entrada da área, por cima.

Nos últimos 20 minutos do primeiro tempo só deu Palmeiras. Aos 26 Dudu soltou a bomba de média distância, rente à trave direita do goleiro. Aos 31, após levantamento na área, Felipe Melo ajeitou para Edu Dracena escorar nas mãos de João Gabriel. Aos 37 outra tabela envolvente do Verdão, desta vez envolvendo Dudu, Lucas Lima, Borja e Scarpa, que terminou com o último chutando por cima.

Buscando o gol, o time de Felipão viu João Gabriel quase engolir um frango aos 39 minutos num chute de Dudu; o goleiro soltou a bola a um passo da linha. De tanto insistir, o Palmeiras enfim conseguiu abrir o placar aos 43 minutos, quando Dudu levantou na cabeça de Edu Dracena: 1 a 0. Foi a última jogada do movimentado primeiro tempo no Allianz Parque.

Na etapa final, como Deyverson no lugar de Borja, o filme do primeiro tempo se repetiu, ou seja, o Vitória finalizou primeiro: aos 4 minutos Luan bateu colocado e viu a bola passar perto da trave esquerda de Weverton. A resposta do Verdão veio na mesma moeda aos 5, com Dudu; o atacante também chutou colocado e errou o alvo por pouco.

Aos 9 minutos Deyverson fez boa jogada individual pelo lado esquerdo do ataque e quando entrou na área foi derrubado por Cedric; pênalti ignorado por Heber Roberto Lopes. Na reclamação o atacante foi advertido com cartão amarelo. Pouco depois, porém, o Palmeiras fez o segundo gol. Aos 11 minutos Lucas Lima cobrou rapidamente uma falta e após tentativa de cruzamento de Dudu a bola sobrou para Scarpa bater forte, por baixo: 2 a 0.

Valente, o Vitória quase descontou aos 14 minutos com Léo Gomes: o chute do atacante passou perto da trave direita de Weverton. Aos 15 minutos Lucas Lima tocou para Gustavo Scarpa chegar chutando, para fora. Aos 16 uma boa jogada da equipe baiana: Luan dominou no peito chepelando Mayke e na sequência fuzilou a meta de Weverton, que fez ótima defesa.

Aos 19 minutos Dudu pegou uma sobra da entrada da área mas finalizou nas mãos do goleiro. Aos 22 Dudu cruzou para Edu Dracena e o zagueiro não fez seu segundo no jogo por muito pouco. Aos 23 minutos Antônio Carlos fez falta em Yago fora da área mas Heber assinalou pênalti. Enquanto o Vitória se preparava para cobrar, Felipão trocou Scarpa por Moisés. Logo depois Iago cobrou o presente, ou melhor, a penalidade e converteu: 2 a 1.

O gol doado pela arbitragem animou o time visitante. Aos 28 minutos Luan recebeu livre dentro da área e soltou a bomba, sem chance para Weverton: 2 a 2. Empurrado pela torcida, que registrou novo recorde de público no Allianz Parque (42.256), o Palmeiras foi em busca do gol da vitória. Aos 33 minutos Felipe Melo levantou de puxeta na cabeça de Edu Dracena, que perdeu outra boa chance para se consagrar.

Cansado, o Verdão só voltou a criar uma chance de gol aos 41 minutos: Mayke fez boa jogada pela direita e cruzou; o goleiro interceptou nos pés de Lucas Lima, que só não correu para o abraço porque Lucas Ribeiro salvou sobre a linha. Logo depois o camisa 20 deu lugar a Guerra.

Aos 44 minutos, num contra-ataque puxado por Dudu em marcha lenta, o Palmeiras conseguiu fazer o merecido gol da vitória: o camisa 7 pedalou pra cima da marcação e tocou para Guerra, que rolou para Bruno Henrique chutar bonito, com estilo: 3 a 2. Não deu tempo para uma nova reação do Vitória/Arbitragem. Após o apito final começou a cerimônia de premiação e mais festa.

Com outro resultado positivo o time de Felipão chegou a 80 pontos e terminou o Brasileirão com uma incrível série invicta de 23 rodadas - a maior da história dos pontos corridos, coroando a irretocável campanha do Decacampeonato.

Agora o maior campeão do Brasil entra em merecidas férias. O primeiro jogo oficial de 2019 está marcado para 19 ou 20/01 contra o Red Bull, fora de casa, pela estreia do Paulistinha.

Notícias relacionadas:

- Notas de Palmeiras 3 x 2 Vitória
- Ficha técnica de Palmeiras 3 x 2 Vitória

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!