Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 13/07/2019 - 20:59h.
Goleiros se destacam e clássico entre São Paulo e Palmeiras termina empatado no Morumbi: 1 a 1
Verdão saiu atrás mas buscou o empate com gol espírita de Dudu; time de Felipão mantém a invencibilidade no Brasileirão.

Com as 5 alterações prometidas por Felipão, o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa. Logo aos 42 segundos Dudu deixou a bola passar para Moisés, que com o pé ruim - esquerdo - arriscou por cima do travessão. Aos 4 minutos, numa cobrança de falta ensaiada, Dudu acionou Marcos Rocha, que cruzou por baixo, para ninguém.

A resposta do São Paulo não demorou: aos 5 minutos Pablo ganhou na corrida de Edu Dracena e cruzou forte demais; a bola cruzou toda área. Aos 7 o sistema defensivo alviverde vacilou, Tchê Tchê recebeu livre e fuzilou a meta de Weverton, que espalmou; na sobra Dracena mandou para escanteio, que não resultou em nada.

Ao invés de "revidar" às investidas do adversário, o Verdão sentiu. Aos 9 minutos, após sequência de divididas perdidas, Hernanes foi à linha de fundo e cruzou para Pablo, que se antecipou a Antônio Carlos, tocando no canto direito de Weverton, que nada pôde fazer: 1 a 0.

A frente no placar, o time da casa assumiu de vez o controle da partida, e novamente o Palmeiras não reagiu. Assim foi por longos 14 minutos. Aos 23 Diogo Barbosa fez boa jogada pela esquerda e cruzou forte demais; a defesa do São Paulo não conseguiu afastar e a bola sobrou para Scarpa, que bateu forte, exigindo boa defesa de Tiago Volpi. Na cobrança de escanteio executada por Dudu, Dracena disputou com o goleiro, que levou a melhor.

Para não deixar o Verdão se animar, o rival respondeu rapidamente: aos 29 minutos Marcos Rocha errou um recuo de cabeça, Pato ficou com a bola, avançou e da entrada da área bateu nas mãos de Weverton. Aos 37 Marcos Rocha cruzou buscando Deyverson, Volpi interceptou com um soco e na sobra Moisés isolou. Aos 47 Antony fintou Zé Rafael e bateu rasteiro, para fora.

O Palmeiras voltou para a etapa final com Carlos Eduardo no lugar de Zé Rafael, e logo aos 56 segundos criou uma excelente chance para empatar, mas sem a participação do atacante: após Edu Dracena ganhar disputa pelo alto a bola sobrou para Deyverson, livre e cara a cara com Tiago Volpi, chutar em cima do goleiro.

A resposta do São Paulo não demorou e foi na mesma moeda: aos 2 minutos, após tabela na entrada da área, Raniel chutou no contrapé de Weverton, que fez milagre; a jogada prosseguiu e na sequência Reinaldo arriscou de fora da área, fazendo o camisa 21 Palmeirense praticar outra linda defesa.

O jogo era aberto. Aos 7 minutos, após rebatida da defesa Deyverson chutou de primeira e fez Tiago Volpi defender em dois tempos. Aos 11 Carlos Eduardo foi à linha de fundo e cruzou para Scarpa ter o chute bloqueado por Reinaldo. Aos 14 o São Paulo trabalhou bem a bola até Pato concluir com um chute colocado; Weverton se esticou todo para evitar o segundo.

Aos 15 minutos Gustavo Scarpa arriscou de longe, fácil para o goleiro. Foi a última participação do camisa 14 no clássico; pouco depois, aos 19, ele deu lugar a Raphael Veiga. Aos 25 um lance espírita: Dudu recebeu na entrada da área, puxou para dentro e bateu de canhota: a bola desviou em Reinaldo, ganhou altura, bateu no travessão, voltou no ombro de Tiago Volpi e entrou: 1 a 1.

O São Paulo tentou não se abater com o empate e respondeu com dois chutes de longe de Antony e Toró, respectivamente aos 28 e aos 32 minutos, mas ambos morreram nas mãos de Weverton. Aos 35 Carlos Eduardo sofreu falta na entrada da área, mas Raphael Veiga carimbou a barreira.

Felipão promoveu a última alteração a que tinha direito aos 37 minutos: Dudu deu lugar a Willian. Aos 40 Luan experimentou da entrada da área, fácil para Weverton. Nos últimos minutos, contando os 4 de acréscimo, o São Paulo teve mais posse de bola, mas sem conseguir criar chances de gol, enquanto que o Verdão se deu por satisfeito com o resultado.

O empate no clássico mantém o Palmeiras invicto na liderança do Brasileirão, agora com 26 pontos, mas com uma aproximação maior do Santos, que venceu o Bahia em Salvador e foi a 23 pontos.

Agora o Verdão muda o foco novamente para a Copa do Brasil, já que na quarta-feira (17/07), às 21h30, visita o Internacional em busca de uma vaga na semifinal da competição.

Notícias relacionadas:

- Notas de São Paulo 1 x 1 Palmeiras
- Ficha técnica de São Paulo 1 x 1 Palmeiras

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!