Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 29/02/2020 - 17:57h.
Palmeiras joga só no segundo tempo, é prejudicado pela arbitragem e fica no empate com o Santos
No Pacaembu, time de Vanderlei Luxemburgo acorda na etapa final, tem pênalti mal anulado e desperdiça a chance de assumir a liderança do Grupo B do Campeonato Paulista.

Com Willian de titular e Rony no banco, o Palmeiras iniciou o jogo vendo o Santos tomar a iniciativa. Aos 7 minutos, após cobrança de escanteio, Eduardo Sasha escorou de cabeça por cima do travessão. Esperando o adversário, o Verdão teve uma boa chance aos 12: primeiro Raphael Veiga demorou a soltar a bola num contra-ataque, depois, com erro na saída de bola do Santos, Zé Rafael não tocou para Luiz Adriano, que entrava na área livre, e chutou em cima do zagueiro.

Mesmo com mais posse de bola, a equipe da baixada não conseguia criar muitas oportunidades de gol. Aos 17 minutos Alison arriscou de longe e errou o alvo. Aos 20, após o árbitro não marcar falta em Dudu, Soteldo chutou cruzado da entrada da área, para fora.

Mais vibrante em campo, o Santos teve a melhor chance para abrir o placar aos 35 minutos numa falta cometida por Felipe Melo a dois metros da área; Carlos Sánchez cobrou e exigiu ótima defesa de Weverton.

Nos últimos minutos da etapa final o Verdão enfim conseguiu equilibrar a partida e chegou ao ataque em duas bolas alçadas na área, uma para Gómez e outra para Luiz Adriano, mas ambas sem ameaçar a meta de Everson.
 
Com Rony e Gabriel Veron nos lugares de Raphael Veiga e Luiz Adriano, o Palmeiras voltou melhor para o segundo tempo. Aos 6 minutos, após bicão de Weverton, Rony ganhou de Pará, que cometeu pênalti ao colocar a mão na bola dentro da área, mas o lance foi anulado porque o assistente enxergou um impedimento inexistente do camisa 11.

Aos 8, Dudu lançou Willian, o atacante avançou sozinho e chutou forte da entrada da área, à esquerda do goleiro. Aos 13 minutos Viña sentiu cãibras e pediu substituição; Diogo Barbosa entrou em seu lugar. E foi graças a um vacilo de Diogo que o Santos chegou pela primeira vez na etapa final: aos 18 o camisa 6 afastou errado e Eduardo Sasha bateu rente à trave direita de Weverton.

O Verdão não se abalou e seguiu melhor. Aos 23 minutos, após falta sofrida por Gabriel Veron quase na risca da grande área, Bruno Henrique cobrou por cima do travessão. Aos 26 Rony chutou colocado, buscando o canto esquerdo baixo de Everson, que foi buscar.

Aos 31 minutos o gol do Palmeiras enfim saiu, mas foi corretamente anulado. Dudu enfiou para Willian soltar a bomba, Everson espalmou, a bola estava entrando mas Rony quis garantir, só que estava impedido. Aos 36 o estreante teve outra chance: Dudu tocou para Willian ajeitar para o atacante, que chutou torto, para fora.

O Santos respondeu aos 39 minutos numa finalização de bicicleta de Artur Gomes que Weverton defendeu sem dificuldade. No contra-ataque outra chance para o Verdão: Dudu enfiou para Willian bater rente à trave esquerda do goleiro. Essa acabou sendo a última grande oportunidade de gol do clássico.

Com o 0 a 0 o Palmeiras vai a 17 pontos e desperdiça a chance de assumir a liderança do Grupo B e também a liderança geral do Campeonato Paulista, que segue nas mãos do Santo André, com 2 pontos a mais.

Agora o Verdão muda o foco para a Libertadores. A estreia na competição continental está marcada para 19h15 de quarta-feira (04/3) contra o Tigre, na Argentina.
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!