UM HOMEM CHAMADO PITBULL (29/05/2019)
 


Tenho uma filha e ela é o maior tesouro que um pai poderia receber de "Deus".

Indentificamo-nos plenamente. Como ela mesmo diz: Depois que descobri meu pai um homem falível, mortal e pecador, eu passei a amá-lo com intensidade.

Não é assim em nossas vidas?

Enquanto o senso crítico domina as nossas escolhas, nada menos do que o perfeito nos interessa. Porém, aos poucos reinventamos nossos critérios e descobrimos o quanto o erro humano pode ser remediado.

É assim que funciona a sociedade. Contudo, e mesmo desacreditando nela - o futebol está aí para desmentir seus paradigmas -, o ídolo e líder vive perfeitamente entre dois universos: "Certo e Errado". Já dizia o poeta mambembe: "... o perfeito não tem vida".

Ao concluirmos que o perfeito inexiste, o que passa-nos a interessar é o saldo credor estampado. Conforme "Felipe 'Pitbull' Melo", sua carreira desfilou entre o certo e o errado; o homem e a fera; o racional e o irracional... Enfim, uma gangorra de valores.

Gostar de "Pitbull" é um sentimento para poucos, mas que da mesma maneira não permite a indiferença.

Na verdade, "Pitbull" conquistou nossos corações, porque provou capacidade em matar leões jogo a jogo. Questionado, ousou dúvidas desfazer.

Aos "35" anos, o volante é uma unanimidade tamanha que "Scolari" algum pensa em tirá-lo do time titular. Seu maior adversário, a falta de velocidade, tombou pela estratégia do jogador em cortar caminhos e na maneira coletiva de se defender do time alviverde, hoje algo digno de aplauso.

Bem sabem os homens que comandam o clube que sempre haverá um lugar reservado ao atleta prodigioso. E esse virtuose conhece a fundo a história desta "famiglia". "Pitbull" por sua vez aprendeu como poucos sobre a "arrancada heróica".

Renovar? Claro! Alguém lhe negará o direito de ser alviverde, por mais um ano?



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!