A falência do jornalismo sem diploma (27/02/2012)
 
Antigamente era necessário diploma pra exercer a profissão de jornalista. Infelizmente, essa necessidade caiu há muitos anos e, ainda que esse exigência volte, o estrago já foi feito.

Todo profissional da área reconhece: o nível jornalístico despencou de forma abissal nas últimas décadas. Erros grotescos de matérias feitas por telefone, sem a menor averiguação, notícias decontextualizadas gerando opiniões completamente distorcidas, além da infame & frenética busca pela polêmica.

Se o nível educacional do povo brasileiro não fosse tão pífio (como fica claro em qualquer teste entre países), não teríamos como explicar esse comportamento. Mas é isso que acontece. O nível da cobertura jornalística caminha ao lado do nível educacional. Por isso, só nos resta sentar e chorar...

PARA COM ESSA PORRA!!!!!!!!!!!!!!!!!! QUEM SENTA E CHORA E BAMBI, CAZZO!!!!! Aqui a gente não deixa barato não. A população já não aguenta mais esses VAMPIROS DA NOTÍCIA, gente que não se preocupa em informar, apenas em vender tanto quanto possível. E dá-lhe polêmica, dá-lhe fofoca, dá-lhe LIXO informativo pra esse povo que adora uma pasta mal e previamente digerida.

A piadinha com o Barcos por exemplo... alguém deve orientá-lo a levar essas coisas mais na boa. Contudo, a sua colocação, sugerindo um conteúdo menos infantil na entrevista, foi um tapa na cara dos jornalistas presentes, onde ficou evidente a babaquice reinante nesses eventos. E é babaca sim, pois a audiência segue a mesma linha e consome esse conteúdo indigesto com cara de feliz!

Só que nem todos apreciam com essa baboseira jornalística e, ainda que em minoria, temos o direito de pedir um conteúdo irreverente, mas não infatilóide. NÓS SOMOS o público que a imprensa deve considerar. Mas isso só mudará quando o próprio público estiver saturado de lixo e tiver aprendido a separar notícia útil de polêmica sensacionalista.

Apenas para finalizar e ilustrar o quadro dantesco, deixamos a indagação: pra onde vai nosso paupérrimo jornalismo, já que até mesmo um de seus "maiores expoentes" não consegue sequer publicar uma notícia sem erros grotescos? Disseram aí que, no Paulistão de 68 o Palmeiras registrou um acordo com o Guarani pra que esse jogasse com seu time reserva, pra que o Palmeiras não fosse rebaixado.

O fato realmente aconteceu, provando que o Palmeiras é o clube mais idôneo do país. Até pra fazer o errado o clube procura o caminho certo. O único detalhe é que o Palmeiras NÃO lutava contra a queda, já que havia conseguido os pontos necessários nas partidas anteriores. É assim que se faz notícia no Brasil. Não importa qual é "a verdade" e sim que haja "uma verdade" que venda.

Pois é contra esse lixo que estaremos atentos. Queremos A VERDADE, com TODAS as suas faces expostas igualmente. E, peloamordeDeus... um jornalismo esportivo que não se limite a escrever para Hommer Simpsons da vida. AQUI TEM GENTE PENSANTE!!!! AQUI É PALMEIRAS, CAZZO!!!!

Roberto Galluzzi Jr
roberto.galluzzi@palmeirastododia.com

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!