Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 09/05/2018 - 21:22h.
Verdão vence o América por 2 a 1 e fica a um empate das quartas de final da Copa do Brasil
Borja e Keno fizeram os gols de mais uma vitória fora de casa; jogo de volta será em duas semanas, no Allianz Parque.

Com Borja de novidade em relação ao time que venceu o Atlético-PR no domingo (no lugar de Willian), além de Lucas Lima, que continuou como substituto de Moisés, lesionado, o Verdão iniciou o jogo tomando a iniciativa. Aos 2 minutos Marcos Rocha cruzou forte demais; Dudu e Borja não alcançaram. O América-MG respondeu aos 8 com Serginho num chute que não levou perigo a Jailson.

Não se limitando a defender, o time mineiro teve uma boa oportunidade para abrir o placar aos 10 minutos, quando Aderlan cobrou falta por cima do travessão. Aos 12, Bruno Henrique cruzou na cabeça de Dudu, que desviou no meio do gol, fácil para o goleiro. Aos 16 nova investida do América; após sobra perto da área, Cristian chutou forte mas parou em Jailson.

A partida era movimentada. Aos 19 minutos Aderlan cruzou pela direita e Marcos Rocha quase fez contra. Aos 21 a chance mais clara de gol até então: Borja recebeu em impedimento de Lucas Lima, o assistente não assinalou, o colombiano se atrapalhou e tocou para Dudu chutar para fora. No lance seguinte Leandro Donizete arriscou de canhota e errou o alvo por muito.

Aos 23 minutos Borja teve a chance para se redimir: após ótima virada de jogo de Bruno Henrique, Dudu dominou no peito e ofereceu o gol de presente ao camisa 9, que bateu para fora. Após essa jogada o jogo deu uma esfriada, só voltando a esquentar aos 34 minutos, quando Serginho chutou cruzado da entrada da área à direita de Jailson; Luan e Rafael Moura ficaram reclamando o passe.

Quando o América ameaçava se soltar um pouco mais, aos 27 minutos o Palmeiras enfim abriu o placar. Lucas Lima recebeu de Dudu pela esquerda e cruzou sob medida para Borja, aí sim, acertar o alvo (na chance em tese mais complicada): 1 a 0.

Em desvantagem, a equipe mineira não desanimou. Aos 41, após cruzamento de Cristan, a zaga alviverde vacilou e Luan (aquele!) perdeu ótima oportunidade para empatar. Foi o último lance de perigo do bom primeiro tempo na Arena Independência.

Na etapa final o América criou logo de cara, aos 5 minutos, uma chance real para empatar: Giovani cruzou, Rafael Moura desviou, a bola bateu em Diogo Barbosa e Jailson defendeu no reflexo. Na sobra o lateral afastou perigo. A resposta do Verdão não demorou e foi fatal. Aos 11 minutos Keno tabelou com Borja e recebeu em ótima condição para tocar por baixo do goleiro: 2 a 0.

Aos 14 minutos o time de Roger Machado fatalmente faria o terceiro gol se o árbitro não assinalasse falta inexistente de Keno em Rafael Lima. A jogada prosseguiria apenas com o camisa 11 e Borja na cara do goleiro.

Assim como havia feito em Curitiba, com a vantagem no placar o Palmeiras deu campo ao adversário para explorar os contra-ataques. Aos 25 minutos Dudu tocou para Bruno Henrique chutar forte; João Ricardo mandou para escanteio, que não resultou em nada.

No minuto seguinte, porém, o Verdão provou do próprio veneno: enquanto a defesa ainda voltava do escanteio, o América foi rápido e quase descontou; o gol só não saiu porque Felipe Melo fez um desvio providencial quando Serginho se preparava para finalizar.

Com o jogo "controlado", apenas um vacilo reacenderia o ânimo do América, e foi o que aconteceu aos 26 minutos: Antônio Carlos perdeu a bola perto da área para Aylon, que tocou para Serginho, livre, chutar sem chance de defesa para Jailson: 2 a 1. Aí foi a vez do Palmeiras não se abalar. Aos 32 minutos, após bela troca de passes envolvendo todo ataque, Keno recebeu de Bruno Henrique e chutou rente à trave direita de João Ricardo.

Com o adversário vivo, aos 33 minutos Roger mexeu pela primeira vez: Lucas Lima deu lugar a Guerra. Quem melhorou, no entanto, foi o América. Aos 34 minutos Serginho chutou, a bola desviou e quase entrou. Aos 35 Cristian cruzou na cabeça de Aylou; Jailson fez grande defesa em dois tempos e no rebote Antônio Carlos tirou o gol de Rafael Moura. Aos 38 Marquinhos cobrou bem uma falta próxima à área; Jailson tirou com os olhos.

Dois minutos antes da falta, Roger havia trocado Felipe Melo por Thiago Santos. Dois minutos depois, sacou Keno para a entrada de Willian. Após segurar a pressão dos mandantes, o Verdão conseguiu voltar a incomodar a meta de João Ricardo; aos 43 minutos Diogo Barbosa cruzou e a defesa rebateu nos pés de Willian, que se atrapalhou. Aos 44 Dudu cruzou para Antônio Carlos desviar de cabeça, para fora.

Nos 4 minutos de acréscimo o América esboçou uma nova pressão na base das bolas aéreas, mas não obteve sucesso em nenhuma das 3 tentativas criadas. Assim foi o primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Na volta, marcada para 23/05 no Allianz Parque, o Palmeiras terá a vantagem do empate para se classificar.

Domingo (13/05) é dia do Verdão desafiar o Sistema. O jogo será realizado às 16h, no Estádio Público de Itaquera.

Notícias relacionadas:

- Notas de América-MG 1 x 2 Palmeiras
- Ficha técnica de América-MG 1 x 2 Palmeiras

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!