Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 26/02/2012 - 18:05h.
Barcos dá show, mas Verdão só empata
Por Eduardo Luiz  eduardoluiz@palmeirastododia.com

Apesar do calor, o clássico começou corrido em Presidente Prudente. Mesmo com uma escalação teoricamente mais defensiva, uma vez que João Vítor foi titular no lugar de Patrik, o Verdão foi para cima do São Paulo e acabou abrindo o placar logo aos 5 minutos; Daniel Carvalho cobrou falta no canto direito de Denis: 1 a 0.

Só dava Palmeiras. Aos 9 Barcos fez bela jogada individual e bateu forte, para boa defesa do goleiro. Aos 14 minutos João Vítor experimentou da entrada da área, mas o chute saiu fraco. O São Paulo só foi reagir aos 15, numa finalização de Cortez que Deola mandou para escanteio. Aos 20 foi a vez de William José arriscar, por cima.

Melhor em campo, o Verdão foi rápido para responder. Aos 21 João Vítor voltou a finalizar de fora da área, dessa vez com mais perigo. A chance real de gol, porém, surgiu aos 26, com Daniel Carvalho; o camisa 83 fintou seu marcador e bateu forte, rente à trave esquerda de Denis. Aos 29 Lucas fez Deola trabalhar novamente, mas aos 30, depois de vacilo geral do sistema defensivo Palmeirense, o camisa 22 nada pôde fazer quando Cícero surgiu livre na pequena área para empatar: 1 a 1.

O gol do rival não abalou o Verdão. Aos 34 minutos Maikon Leite bateu cruzado, para fora. Aos 36 o camisa 7 preferiu tocar e foi mais feliz: Barcos recebeu, fintou Paulo Miranda, enganou Piris e marcou um golaço: 2 a 1. Nos minutos finais do primeiro tempo cada time ainda desperdiçou uma boa chance cada, o São Paulo com Casemiro e o Palmeiras com Maikon Leite.

Com um atacante a mais, o São Paulo voltou melhor na etapa final. Logo aos 5 minutos William José bateu com perigo mas Deola segurou. Aos 6 Cortez não passaria por Cicinho, mas o lateral deixou a mão no pescoço do lateral; pênalti assinalado e convertido por William José: 2 a 2.

Animado com o gol, os visitantes foram ao ataque. Aos 16 minutos Cícero cobrou falta e viu a bola explodir no travessão. A resposta do Verdão veio aos 19, numa bomba de Maikon Leite que saiu por cima, sem perigo. Aos 22 Piris assustou Deola num chute dado de dentro da área, que saiu à esquerda.

Quando o São Paulo parecia mais perto do gol, Hernán Barcos apareceu. Aos 25 minutos Juninho levantou, todo mundo na área falhou menos o Pirata, que dominou e tirou do goleiro com extrema categoria: 3 a 2. A torcida Palmeirense ainda comemorava quando aos 29 minutos o time de Emerson Leão empatou, e foi graças à ajuda do juiz. Fernandinho deixou a mão em Assunção (igual ao pênalti de Cicinho), o árbitro levou o apito a boca mas estranhamente deixou a jogada seguir; o atacante rival ficou com a bola e bateu de fora da área: 3 a 3.

Com o novo empate, a partida ficou ainda mais franca. Aos 32 Cícero bateu falta e Deola mandou para escanteio. Aos 35 Assunção respondeu na mesma moeda, e Denis repetiu Deola, mandando para tiro de canto. Nos minutos finais o São Paulo conseguiu ficar mais tempo com a posse de bola e levou perigo em pelo menos duas oportunidades, uma com Lucas e outra com William José. A última jogada do clássico, porém, foi do Verdão. Assunção levantou na área e Chico desviou de cabeça, por cima. Com o empate o Palmeiras vai a 22 pontos e se mantém na terceira posição.

O próximo compromisso do Verdão no Paulistão será às 22h de quarta-feira, dia 29, contra o Linense, em Lins. Assunção, suspenso, será o desfalque.

Mais Palmeiras 3 x 3 São Paulo:

- Ficha técnica
- Observações e notas
- TV PTD: os gols do jogo
- Classificação atualizada

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!