Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 20/10/2012 - 20:26h.
Barcos marca dois, e Verdão já respira melhor
Por Eduardo Luiz  eduardoluiz@palmeirastododia.com

Com a mesma escalação da última rodada (apenas com Márcio Araújo no lugar de João Denoni, suspenso), o Palmeiras iniciou o jogo visivelmente nervoso e desorganizado, melhor para o Cruzeiro, que demonstrava tranquilidade para tocar a bola.

A primeira finalização foi da equipe mineira aos 4 minutos, com Souza, por cima. Aos 11 o meia repetiu a tentativa e novamente a bola saiu alta demais. O Verdão só foi responder aos 15 minutos com Marcos Assunção; o volante cobrou falta, Fábio rebateu mas no rebote Artur estava impedido.


Jogando melhor, o Cruzeiro voltou a assustar aos 20 minutos, mas o chute rasteiro e cruzado de Anselmo Ramon parou em Bruno. Aos 22 Luan  nem bateu nem cruzou, mas a bola ganhou efeito e Fábio preferiu mandar para escanteio.


O Palmeiras só foi melhorar a partir dos 30 minutos, quando conseguiu ter a posse de bola no meio-campo. Aos 33 Marcos Assunção enfiou para Artur, mas o lateral se atrapalhou e finalizou mal, para fora. Aos 34 o Cruzeiro puxou contra-ataque com Martinuccio, que tocou para Anselmo Ramon desviar no pé da trave.


O último lance de perigo da etapa inicial foi para o time de Gilson Kleina aos 38 minutos com Barcos; o Pirata passou por 2 marcadores, invadiu a área e serviu Artur, que finalizou em cima de seu marcador.


Na etapa final, embora com a mesma formação, o Palmeiras voltou mais ligado, e pelo menos não demorou 15 minutos para fazer Fábio trabalhar. Aos 3 Betinho experimentou de fora da área, nas mãos do goleiro. Aos 8 Assunção cobrou falta mas encontrou Fábio atento.


Como o gol não saiu, Kleina trocou Betinho por Wesley. O volante, que não atuava há quase 7 meses, precisou apenas de 5 minutos para mostrar serviço. Aos 16 ele tabelou com Luan e finalizou para boa defesa de Fábio. Aos 21 Obina substituiu Luan, e foi a partir de então que o time melhorou.


Aos 21 minutos Artur foi derrubado na lateral; Assunção cobrou com a categoria de sempre e Barcos mandou para o fundo das redes de cabeça: 1 a 0. O Cruzeiro tentou responder aos 30 com Souza, mas a falta cobrada pelo volante foi direto para fora.


Aos 31 o Verdão ampliou. Obina recebeu na entrada da área, girou pra cima da marcação e serviu Barcos, que passou por um zagueiro e fez um golaço, de canhota: 2 a 0. O gol desanimou de vez a equipe mineira, que só voltou a assustar Bruno aos 40 minutos num chute rasteiro de Thiago Carvalho que Bruno foi buscar.


Nos minutos finais Kleina ainda trocou Barcos por Tiago Real, apenas para o Pirata sair ovacionado pela torcida. Com os gols anotados pelo camisa 9 (já fez 25 no ano), o Palmeiras vai a 32 pontos e vê a distância para sair da zona de rebaixamento cair para apenas 4 pontos.


Agora o Verdão dá uma pausa na reação do Brasileirão pois na terça-feira (23/10 às 21h45) viaja até a Colômbia para enfrentar o Millonarios, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Qualquer empate e até mesmo uma derrota por um gol de diferença garante a vaga.

Mais de Palmeiras 2 x 0 Cruzeiro:

- Ficha técnica
- Observações e notas
- TV PTD: os gols do jogo
- Classificação atualizada

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!