Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 20/08/2014 - 21:15h.
Palmeiras se afunda na crise
Time começa bem, sai na frente do Sport mas desmorona com gol conra de Fábio e sofre a virada: 1 x 2.

Ignorando a pressão pela falta de resultados, o Palmeiras iniciou bem o jogo, partindo para cima do Sport. Aos 2 minutos Marcelo Oliveira tocou para Allione, mas Renê tirou. Na cobrança de escanteio executada por Wesley, Tobio subiu mais alo que a defesa mas escorou por cima.

Aos 4 minutos Mouche cruzou para Henrique finalizar e exigir de Magrão uma bela defesa. Aos 13, porém, o goleiro rival nada pôde fazer em jogada parecida: Mouche levantou da direia, Henrique cabeceou, Magrão deu rebote que o próprio camisa 19 aproveitou: 1 a 0.

O jogo estava tranquilo para o Verdão, que optou por recuar ao invés de aproveitar o bom momento. A tática começou a se mostrar errada aos 16 minutos, quando Renê levantou na cabeça de Richelli, mas Fábio estava atento. Aos 22 Renato cometeu falta desnecessária na entrada da área, Patrik cobrou e Fábio socou para dentro da própria meta. Bizarro: 1 a 1.

O gol de empate dos mandantes desestruturou completamente o Palmeiras, que pediu para tomar o segundo gol. Aos 32, após pressão absurda com direito a Marcelo Oliveira se jogando na bola, Patrik arriscou de longe e foi feliz: 2 a 1.

No restante da etapa inicial o que se viu foi um resumo dos piores momentos do Verdão no Brasileirão: um time sem padrão tático e todo aberto na defesa. O Sport só não ampliou por acaso. Aos 38 minutos Felipe Azevedo surgiu livre na cara de Fábio, que fez grande defesa. Aos 42, após cruzamento da direita, Neto Baiano carimbou a trave, desperdiçando a última chance antes do intervalo.

Para o segundo tempo o técnico Ricardo Gareca trocou Wesley por Cristaldo, mas pouca coisa mudou, tanto que em pouco tempo, aos 8 minutos, ele queimou de uma só vez as outras duas alterações: Leandro e Diogo entraram nos lugares de Allione e Mouche.

Mesmo com uma formação mais ofensiva, o Palmeiras seguiu encontrando dificuldades para criar jogadas de perigo. Aos 13 minutos Leandro ajeitou de cabeça para Victorino, que finalizou por cima. Alheio às mudanças do Verdão, o Sport seguiu sendo mais perigoso e tendo em Patrik seu principal jogador.

Aos 16 minutos o lateral arriscou de longe, a bola desviou em Victor Luis e saiu em escanteio. Aos 19 Patrik cruzou para Wendel finalizar de primeira, por cima. O Palmeiras só foi responder aos 25, e foi num lance sem querer. Após cruzamento da direita Durval furou e Cristaldo errou na conclusão.

Administrando o resultado, o Sport esperava o momento certo para dar o bote. Aos 31 minutos Renê cruzou para Neto Baiano, livre, bater para fora. Aos 33 Patrik chapelou Tobio e de canhota finalizou nas mãos de Fábio.

Nos minutos finais e acréscimos o Palmeiras não conseguiu criar nenhuma oportunidade real para tentar ao menos o empate, e assim conheceu mais uma derrota, a décima no Brasileirão. O time segue com vergonhosos 14 pontos e afundado na zona de rebaixamento.

Sábado (23/08) o adversário será o Coritiba no Pacaembu, em jogo marcado para o ingrato horário das 21h.
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!