Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 28/09/2014 - 20:22h.
Na conta de Valdivia
Capricho do meia proporciona reação ao Figueirense, que faz 3 a 1 de virada em pouco mais de 4 minutos.

Mesmo debaixo de chuva, o jogo começou movimentado em Santa Catarina. A primeira chance foi para o Palmeiras, aos 3 minutos, quando Henrique ajeitou para Diogo finalizar para boa defesa de Tiago Volpi. O Figueirense respondeu aos 8 numa falta que Marco Antônio cobrou na cabeça de Nirley, mas o zagueiro cabeceou por cima.

Apesar da vontade das duas equipes, muitas falhas técnicas aconteciam. Em uma delas, aos 22, o Verdão quase abriu o placar. Cristaldo cruzou, Nirley furou e Henrique, desequilibrado, bateu fraco, nas mãos do goleiro. Aos 26 Giovanni Augusto arriscou de longe mas Deola estava atento. No lance seguinte Valdivia ajeitou para Cristaldo bater para fora.

A chuva apertou e dificultou ainda mais as ações de Palmeiras e Figueirense. Aos 30 minutos os mandantes quase surpreenderam após cobrança de lateral; a defesa alviverde falhou e Evaraldo arriscou de bicicleta, por cima. Aos 31 João Pedro fez boa jogada pela direita e tocou para Valdivia, que bateu colocado, para fora.

O jogo estava igual, até que aos 34 minutos Diogo fez bela jogada individual pela esquerda e tocou para Cristaldo, de canhota, fuzilar a meta de Tiago Volpi: 1 a 0. A frente no placar, o Verdão recuou, mas o Figueirense não encontrou espaços para tentar o empate. Nos minutos finais da etapa inicial Renato sentiu uma lesão muscular na coxa esquerda e foi substituído por Bruninho.

No segundo tempo o Palmeiras voltou jogando tranquilo, apostando nos contra-ataques para definir a partida. Aos 3 minutos Bruninho arriscou da entrada da área, para fora. Aos 4 Valdivia deixou Cristaldo na cara do goleiro, que evitou com o gol com o pé.

Mal em campo, o Figueirense passou a apostar nos chutes de longa distância para tentar reagir, mas os arremates de Marco Antônio, Pablo e Marcão não assustaram Deola. Jogando melhor, o Verdão poderia ter aumentado a vantagem aos 22 minutos, mas Valdivia quis fazer graça e mesmo cara a cara com o goleiro tentou o para Bruninho, mas um zagueiro bloqueou. O lance definiu a partida.

Oito minutos após a graça do camisa 10, o Figueirense chegou ao empate com Cleiton; o atacante subiu sozinho após cruzamento da esquerda: 1 a 1. Dois minutos depois, em jogada parecida, saiu a virada, outra vez com Cleiton, e novamente após falha de marcação de Victor Luis.

O desastre virou tragédia aos 35, quando os mandantes fizeram o terceiro, desta vez com Marcão: 3 a 1. Perdendo o jogo de maneira inacreditável, o Palmeiras ainda tentou reagir, mas não conseguiu e ainda viu Nathan - seu melhor zagueiro, ser expulso aos 44 minutos após um pisão num adversário.

Com a derrota o time do técnico Dorival Júnior permanece com 25 pontos, segue dentro da zona de rebaixamento e vê outro rival direto se distanciar.

O Palmeiras abrirá a vigésima sexta rodada na quinta-feira, quando receberá a Chapecoense às 19h30, no Pacaembu.
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!