Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 03/10/2016 - 22:11h.
Após ceder duas vezes o empate, Verdão vence o Santa Cruz e abre vantagem na ponta
Com gols de Zé Roberto, Leandro Pereira e Róger Guedes, Palmeiras faz 3 a 2 na equipe pernambucana e vai a 57 pontos, 3 a mais que o Flamengo.

Com Zé Roberto escalado no meio-campo, tendo a responsabilidade de ser o homem de criação, o Verdão iniciou o jogo com mais posse de bola que o Santa Cruz, mas foi da equipe pernambucana a primeira finalização. Aos 5 minutos Néris fez falta em Róger Guedes, o árbitro mandou seguir e na sequência o lateral chutou fraco, fácil para Jailson.

A resposta do Palmeiras não demorou. Aos 7 minutos Róger Guedes sofreu falta perto da área, dessa vez assinada, e após jogada ensaiada com as participações de Zé Roberto e Egídio, Jean bateu rente à trave esquerda do goleiro. O lance não serviu para dar um gás na partida, que seguiu num ritmo burocrático.

Aos 18 minutos o Santa Cruz foi esperto ao cobrar rapidamente uma falta no meio-campo; Keno recebeu em velocidade e tocou entre as pernas de Jailson, que fechou bem o ângulo; a bola saiu pela linha de fundo sem perigo. Aos 19, após cobrança de escanteio, Edu Dracena foi empurrado por Néris e o árbitro não assinalou pênalti. Na sequência Erik demorou para finalizar, a bola acabou sobrando para Moisés, que foi bloqueado; por fim Egídio arriscou de fora da área, sem direção.

Melhor em campo, mesmo sem ser muito incisivo, o Palmeiras seguiu em busca do gol. Aos 24 minutos, depois de outro tiro de canto, a defesa não conseguiu afastar e Róger Guedes bateu à queima roupa de Edson, que fez milagre. Aos 30 minutos o Santa Cruz tentou responder com João Paulo, mas o chute do meia saiu fraco, para fora.

Quando conseguiu trocar passes com velocidade, aos 32 minutos, o Verdão chegou ao gol. Jean roubou a bola no meio-campo e tocou para Jesus, que serviu Zé Roberto; o veterano tabelou com Erik e já dentro da área tocou por cobertura sobre o goleiro e um zagueiro. Golaço. 1 a 0.

Depois do gol o Palmeiras diminuiu o ritmo e acabou vendo o Santa Cruz crescer um pouco, mas o que de melhor a equipe da casa conseguiu criar foi uma tentativa de pênalti cavada por Grafite aos 45 minutos que posteriormente o próprio atacante admitiu que não existiu.

O Verdão voltou para a etapa final com Leandro Pereira no lugar de Erik. A mudança quase surtiu efeito logo no primeiro minuto; após trombada de Jesus com Zé Roberto a bola sobrou para o camisa 30 bater forte e rasteiro, mas o goleiro estava atento. A chance desperdiçada serviu de motivação para o Santa Cruz, que cresceu.

Aos 3 minutos Pisano arriscou de longe, a bola desviou e saiu, desencadeando uma sequência de escanteios que causou muito transtorno à defesa Palmeirense. Aos 5 minutos, após o segundo tiro de canto seguido, Grafite tentou de calcanhar mas parou em Jailson. Aos 7 minutos Keno bateu colocado, para fora.

Com mais volume de jogo os donos da casa acabaram chegando ao gol de empate aos 10 minutos com Arthur, que recebeu livre na entrada da área e bateu no canto esquerdo do goleiro Palmeirense: 1 a 1. O gol do rival acordou o Palmeiras. Aos 13 minutos Gabriel Jesus foi lançado e por pouco não ganhou dos dois zagueiros. Aos 17 o técnico Cuca promoveu a segunda alteração: Cleiton Xavier entrou no lugar de Egídio, com isso Zé foi para a lateral.

Mais ligado em campo, o Verdão criou uma boa chance para retomar a vantagem no marcador aos 19 minutos; Jesus driblou seu marcador, invadiu a área mas bateu em cima do goleiro. No minuto seguinte Moisés tentou um toque de cobertura para Jesus, a defesa afastou errado e Leandro Pereira foi espero ao aproveitar o rebote já finalizando para o gol: 2 a 1.

A torcida alviverde presente ao Estádio do Arruda ainda comemorava quando aos 22 minutos Jean cometeu pênalti bobo em Arthur. Grafite cobrou e decretou nova igualdade: 2 a 2. Animado, o Santa Cruz partiu em busca da virada. Aos 27 minutos João Paulo experimentou da entrada da área, por cima.

Quando os mandantes mais pareciam gostar do jogo, aos 34 minutos o Verdão voltou a impor sua melhor qualidade técnica para ficar novamente a frente no placar; Jean abriu para Cleiton Xavier que cruzou sob medida para Róger Guedes chegar finalizando de canhota no contrapé do goleiro: 3 a 2. Logo após o gol Cuca trocou Róger por Thiago Santos.

Com a clara intenção de segurar a qualquer custo o resultado, o Palmeiras ofereceu a bola ao rival, que tentou chegar por todos os lados e de todas maneiras. Aos 38 minutos Grafite recebeu dentro da área e bateu forte para ótima defesa de Jailson.

Nos acréscimos a retranca alviverde diante do pior mandante do campeonato foi ainda maior. Para sofrimento geral, Jesus ainda cometeu falta desnecessária no último minuto e a defesa resolveu fazer linha de impedimento, não marcado pelo assistente. Sorte que Arthur cabeceou por cima. Ufa!

Com a dramática vitória fora de casa o Palmeiras vai a 57 pontos e mantém a liderança isolada do Brasileirão por mais uma rodada, agora com 3 pontos de vantagem sobre o segundo colocado.

No domingo (09/10) o Verdão fará outro jogo fora de casa, desta vez contra o América, em Londrina. A partida, válida pela vigésima nona rodada do Brasileirão, está marcada para 17h.

Notícias relacionadas:

- Notas de Santa Cruz 2 x 3 Palmeiras
- Ficha técnica de Santa Cruz 2 x 3 Palmeiras
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!