Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 24/10/2016 - 19:17h.
Análise do Vitão: Falta apenas o Tapete

Saudações Palestrinas!

Todo grande espetáculo precisa de um palco digno de sua grandiosidade. Infelizmente neste momento tão importante não podemos contar com um palco apropriado.

Com a vitória de ontem abrimos uma vantagem que nos permite dizer que estamos com uma mão na taça, porém, problemas “caseiros” estão nos impedindo de ter uma tranquilidade ainda maior.

A situação do nosso gramado é lamentável, confesso que fico envergonhado só de olhar! É bem verdade que o Sport perdeu um gol feito por conta da situação lastimável do campo, mas o nosso time, muito mais técnico, foi prejudicado durante toda a partida por conta do desleixo da nossa “parceira”.

Tenho comigo que o resultado da arbitragem sobre as cadeiras não foi bem digerido pela Wtorre, o que gerou uma espécie de “birra” no que se refere aos cuidados com o estádio, em especial com o gramado.

Relatei recentemente que várias cadeiras estavam rasgadas e é muito raro vermos porta-copos inteiros no estádio, a pintura da área interna também precisa de cuidados, se não vão conseguir acompanhar o gigante, deem lugar a alguém capacitado.

Tratando sobre o nosso Verdão, rapidamente vou comentar sobre o jogo contra o Grêmio, no qual fomos eliminados da Copa do Brasil.

Desde o princípio da competição eu comentei que gostaria que o time buscasse o Tetra, desde que isso não atrapalhasse em nosso maior objetivo: o Campeonato Brasileiro.

O Cuca está em sintonia com grande parte da torcida e pensando nisso, colocou um time “alternativo”, porém, muito bom! Jogamos um grande primeiro tempo! Gostei bastante da formação tendo o Barrios como Centro Avante fixo, fez muito bem o pivô e incomodou a defesa adversária.

Além do gramado lastimável, fomos prejudicados por uma jogada estúpida do Allione, uma falta na qual ele realmente mereceu tomar o cartão vermelho. Temos de lembrar, que durante o campeonato Brasileiro inteiro, não tomamos um cartão vermelho sequer!

A expulsão fez com que o Cuca modificasse o time de uma forma que perdemos a ligação meio-campo – ataque, e infelizmente Gabriel Jesus fez uma péssima partida e não pôde nos ajudar com uma jogada individual.

Fomos justamente eliminados, porém, caímos de pé; voltamos a ficar focados apenas no Campeonato Brasileiro: nosso maior objetivo.

Ontem, além de enfrentarmos o problema do nosso gramado, enfrentamos um adversário motivado e acostumado a jogar em campos ruins.

Estranhei muito a opção por Allione no time titular. Cuca mais uma vez justificou o título de técnico mais “imprevisível” do país.

Allione não foi mal, assim como boa parte do time, que se manteve na média, Fabiano cresceu muito de produção, foi muito bem enquanto esteve em campo.

Mina não fez uma boa partida, errando uma saída de bola que quase resultou em gol do adversário, hoje o considero nosso principal jogador; mas não foi bem nessa partida.

Dudu fez o primeiro gol em um momento crucial, depois de um passe espetacular do Moisés, com muita calma na frente do goleiro ele olhou para o meio da área antes de bater no canto esquerdo do goleiro.

Depois do gol, o Sport veio para cima e abriu espaço para nosso contra-ataque, neste momento o time sentiu as condições do gramado: além das irregularidades, a bola quicava muito, dificultando o domínio.

O Sport empatou, depois de um apagão aéreo em nossa defesa; a esta altura do campeonato, com os dois zagueiros que temos, não podemos tomar gols assim.

Felizmente, no último minuto do primeiro tempo o Tchê Tchê fez nosso segundo gol, mais uma vez em um momento crucial do jogo.

Na saída para o intervalo, o sempre “Chorão” Diego Souza saiu esbravejando contra o juiz devido à não marcação de um pênalti do Mina, que realmente aconteceu, porém, a imprensa se faz de cega e não comenta sobre o pênalti não marcado sobre o mesmo Mina no segundo tempo.

Jaílson foi o nome do jogo, em especial por um segundo tempo impecável debaixo das traves, fez pelo menos 6 grandes defesas, no entanto, foi estúpido ao tomar um cartão por fazer cera, o que o deixou fora da próxima partida: o clássico contra o Santos.

Tecnicamente não perdemos nada com a contusão do Fernando Prass, Jaílson é muito bom; porém, às vezes parece que ele está jogando em um time pequeno, esquece que está no Palmeiras; não temos que fazer cera! Ainda mais jogando em nossa casa.

Não gostei da postura do Palmeiras no segundo tempo, a ansiedade pela vitória, quase nos atrapalhou! Não era jogo para sofrer, mesmo jogando contra um adversário desesperado em um campo ruim.

Os urubus tropeçaram e agora estamos com seis pontos de folga na liderança, como eu disse acima, o suficiente para dizermos que estamos com uma mão na taça, porém, temos que fazer nossa parte muito bem-feita, para sacramentar este tão sonhado título.

Faltam três jogos em casa, e muitos afirmam que com mais três vitórias seremos campeões, ora, não é hora para fazer “bico” Wtorre! Todos nós vamos ganhar com isso: Falta pouco para fazermos a festa, falta apenas o Tapete! Wtorre, essa parte é com vocês.

Um grande abraço!

Vitão
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!

 

 
 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!