Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 31/07/2017 - 21:35h.
Análise do Vitão: Sacrifício necessário

Saudações Palestrinas!

Com uma frase de Sun Tzu retirada do livro “A Arte da Guerra”, iniciarei esta coluna: “Se quisermos que a glória e o sucesso acompanhem nossas armas, jamais devemos perder de vista os seguintes fatores: a doutrina, o tempo, o espaço, o comando, a disciplina.”

Em qualquer assunto polêmico por mais que exista uma grande porção de heterodoxia, é melhor “tentarmos” acreditar na posição oficial.

Não tenho nada contra o Felipe Melo, arrisco a dizer que individualmente foi um dos melhores jogadores desta temporada e não entro no mérito sobre o Cuca estar certo ou errado, simplesmente porque não sabemos o que realmente aconteceu dentro do vestiário; óbvio que não é somente por não conseguir encaixar o jogador no sistema de jogo, porém, sugiro não acreditarmos nas teorias da conspiração que são disseminadas nas redes sociais.

O Cuca é um líder que não aceita divisão de comando, qualquer interferência “não autorizada” será coibida e acho sinceramente que este foi o real motivo: é melhor perder um soldado do que o pelotão inteiro: um sacrifício necessário.

Ainda sobre nosso técnico, além de ser um Palestrino, não podemos esquecer que ele acertou o time campeão em 2016, mesmo depois de uma conturbada saída do meia Robinho; desta forma escolho apoiar nosso técnico incondicionalmente.

Em campo vemos um time mais consistente com uma defesa cada vez mais segura, Jean voltou bem e está sendo uma ótima surpresa atuando ao lado do Bruno Henrique. A sequência de bons resultados, ainda que o empate contra o Cruzeiro tenha nos custado melhor sorte na Copa do Brasil é animadora.

Sobre a Copa do Brasil, confesso que não fiquei chateado com a eliminação, principalmente pelo fato de que obrigatoriamente teremos que fazer um bom brasileiro, campeonato que poderia ser abandonado caso obtivéssemos a classificação.

Acredito que temos elenco para jogarmos a Libertadores e o Campeonato Brasileiro com força total, mas para isso teremos que nos superar e fazer uma partida irretocável contra o Barcelona-EQU.

Contra o Avaí fizemos um excelente primeiro tempo e o gol do Dudu demonstrou que o elenco está “fechado” com o técnico, o que nos motiva cada vez mais a acreditar que as decisões do Cuca sejam corroboradas pelos atletas.

Dudu foi o nome da partida, em especial no primeiro tempo, onde fez várias jogadas de efeito e foi para cima da defesa adversária, inclusive provocando a expulsão do Juan.

Deyverson é uma grata surpresa, é um daqueles jogadores que chegam “chegando” e apesar de parecer tecnicamente bem limitado, compensa tudo com muita vontade, velocidade e marcação; fez o segundo gol depois de uma ótima triangulação do nosso ataque.

O segundo tempo serviu para o Palmeiras administrar a vitória e de certa fora se poupar, criou algumas chances. Rafael Veiga que substituiu o Guerra fez uma boa partida e demonstra uma boa evolução assim como o Mayke.

O destaque maior do jogo vai para a nossa torcida que compareceu em massa: 33 mil pessoas, cantando e apoiando o verdão: para desespero da mídia nefasta.

Final de jogo, mais uma vitória, corroborando a nossa recuperação no campeonato e nos credenciando novamente para sonhar com voos mais altos.

Para finalizar, uma pergunta que não quer calar: Aonde está o Galiotte? Provavelmente escondido atrás da mesma mesa que foi utilizada pelo Tirone.

É muito importante algum pronunciamento oficial da diretoria para demonstrar o apoio total e irrestrito ao Cuca, confio no time e no técnico, mas não confio em nada em nosso presidente.

Um grande abraço!

Vitão
 
CONFIRA TAMBÉM NO PTD:
-
- Página do Brasileirão
- Números do Verdão na temporada
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
 
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!

 

 
 
 
ENQUETE
 
Untitled Document
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!