Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 14/11/2017 - 16:33h.
Michel Bastos: Tenho potencial para ajudar o Palmeiras
Mirando mais oportunidades, na lateral ou no meio-campo, jogador diz que não pensa em deixar o clube.

Contratado sob desconfiança da torcida após uma passagem polêmica pelo São Paulo, Michel Bastos não conseguiu se firmar como titular do Palmeiras como meia, posição que assumidamente diz preferir atuar, ou como lateral, função que desempenhou na partida de domingo contra o Flamengo.

Escolhido para conceder entrevista coletiva antes do treino de terça-feira, o camisa 15 fez uma avaliação de seu desempenho na temporada, e mesmo frustrado por ter atuado pouco, negou que pense em deixar o clube em 2018 (tem mais um ano de contrato).

"Vou ser bem sincero. Estou muito feliz. Saí do São Paulo no ano passado com grandes possibilidades até parar de jogar, tenho um filho de 10 anos que viveu comigo essa situação. Hoje tenho preferências, e em primeiro lugar minha família. Consegui vir para um dos melhores clubes do Brasil, um dos melhores elencos. Estou feliz. Joguei pouco sim, algumas lesões me atrapalharam, mas mesmo assim sou um dos líderes de assistências" iniciou o lateral/meia.

Após ter o nome colocado numa lista de dispensa elaborada por uma torcida organizada, Michel admitiu surpresa, mas agora quer provar em campo que pode ser útil: "Somos seres humanos, não tenha dúvidas que a gente fica triste. Sendo sincero: o que aconteceu comigo no São Paulo me abalou muito, pelo fato como foi, e por eu até hoje não entender o porquê. Aqui no Palmeiras, sinceramente, me surpreendeu ver meu nome numa lista porque sempre que jogo fui elogiado pelos torcedores. Dentro do grupo nunca cogitei pensar em sair, enfim. Pegou de surpresa mas não me abalou tanto porque confio no meu futebol. O melhor é jogar bola, trabalhar, dar meu melhor. Tenho potencial para ajudar o Palmeiras."

Por fim, sobre a suposta recusa em atuar na lateral, o jogador comentou: "Eu sempre me coloquei à disposição, acho que já comentei isso algumas vezes. Todo jogador é assim, tem uma preferência. Sou meio-campista, mas nunca neguei, com o Eduardo, com o Cuca, agora com o Alberto, nunca falei: não jogo nessa posição. Sempre fui sincero dizendo que minha preferência é o meio-campo, onde, pra mim, posso ser mais útil para a equipe. Com o Cuca por exemplo joguei mais fora de posição, mas sempre me colocando à disposição. Vejo alguns torcedores falando para eu jogar na lateral, mas é opção do treinador, temos que respeitar. Se o Alberto hoje entender que tenho que jogar nessa posição, estou à disposição".
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!