Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 29/04/2018 - 17:51h.
Ineficiente, Palmeiras empata sem gols com a Chapecoense pelo Brasileirão
Time de Roger Machado não consegue furar a retranca do adversário, é prejudicado pelo apito e desperdiça os primeiros pontos como mandante.

Sem Jailson, Edu Dracena e Bruno Henrique, poupados em função de desgaste - Weverton, Thiago Martins e Moisés foram os respectivos substitutos, o Palmeiras iniciou a partida tomando um susto: aos 5 minutos Arthur Caike pegou rebote de uma falta e chutou para fora. Aos 10 Lucas Lima deixou Borja na cara do goleiro e o colombiano fez o gol, mas ele estava impedido e o lance foi corretamente anulado pela arbitragem.

Aos 17 minutos, depois de escanteio cobrado por Dudu, Thiago Martins subiu mais que a defesa adversária e fez Jandrei trabalhar. No minuto seguinte, Apodi empurrou Felipe Melo pelas costas dentro da área: pênalti ignorado pelo juiz. A Chapecoense respondeu aos 23; Canteros cobrou falta na cabeça de Amaral, que viu a bola tirar tinta do ângulo esquerdo de Weverton.

Levando perigo nas bolas paradas, a equipe visitante também teve um gol bem anulado aos 27 minutos (impedimento de Rafael Thyere). Aos 30, a bola sobrou para Eli Carlos chutar rasteiro, para fora. Aos 36 Arthur Caike experimentou de longe, por cima. O Verdão quase abriu o placar aos 37 minutos, quando Moisés deixou Dudu na cara de Jandrei; o camisa 7 finalizou de canhota, em cima do goleiro.

Nos últimos minutos da etapa inicial o Palmeiras criou mais duas boas oportunidades para abrir o placar. Aos 38 Felipe Melo soltou a bomba da entrada da área, rente ao travessão. Aos 40, após a defesa da Chapecoense rebater mal, a bola sobrou para Borja, livre, mandar por cima.

No segundo tempo, a primeira movimentação foi aos 3 minutos, mas para uma alteração por contusão: Felipe Melo sentiu um problema no calcanhar direito e foi substituído por Thiago Santos. Aos 11 minutos Dudu cobrou escanteio na cabeça de Borja, que escorou por cima.

Diante da inoperância ofensa de seu time, aos 18 minutos o técnico Roger Machado trocou Borja por Deyverson. Aos 22 Thiago Martins resolveu arriscar um chute de muito longe que obviamente não levou perigo à meta de Jandrei.

Com os mais de 30 mil torcedores presentes ao Allianz Parque empurrando, o Verdão resolveu acelerar o ritmo: aos 24 minutos Keno enfiou para Dudu bater forte, em cima de Jandrei. Logo na sequência, após sobra de cobrança de escanteio, Lucas Lima finalizou por cima.

Como o gol não saiu, aos 27 Roger mexeu pela última vez: Lucas Lima deu lugar a Willian. Aos 33 a melhor chance até então da etapa final: Moisés mandou para a área de cabeça, Thiago Santos dominou e quando se preparava para finalizar frente a frente foi desarmado por Eli Carlos.

O jogo era ataque (ineficiente) contra defesa (formada por 11 peças). Aos 38 minutos a bola sobrou para Dudu dentro da área e ele bateu de rosca, assustando Jandrei. Aos 44 Willian tentou em cobrança de falta, mas carimbou a barreira. Nos acréscimos o Verdão ensaiou uma pressão com várias bolas cruzadas para a área; na última delas Dudu levantou na cabeça de Antônio Carlos, que fez o gol em posição legal, mas o assistente anulou.

Com o empate, o segundo em três rodadas do Brasileirão, o Palmeiras vai a 5 pontos, mantém a invencibilidade, mas perde a chance de assumir as primeiras colocações.

Na quinta-feira (03/05) o Verdão visita o Alianza Lima pela 5ª rodada da fase de grupos da Libertadores. O jogo será realizado às 21h30.

Notícias relacionadas:

- Notas de Palmeiras 0 x 0 Chapecoense
- Ficha técnica de Palmeiras 0 x 0 Chapecoense
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!