Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 13/09/2018 - 00:16h.
Notas de Palmeiras 0 x 1 Cruzeiro
Weverton: 6,0
Sem culpa no gol. Fez uma boa defesa no final do primeiro tempo e depois assistiu ao jogo.

Mayke: 5,0
Jogo abaixo do nível que vinha apresentando. Errou passes e pouco apoiou.

Antônio Carlos: 4,5
Afobado, se precipitou em várias jogadas.

Edu Dracena: 3,5
Onde estava no lance do gol? Muito lento para recompor.

Diogo Barbosa: 5,5
Participou da patacoada do lance do Cruzeiro ao não conseguir parar a jogada, mas acabou sendo um dos mais efetivos do time. As (poucas) chances criadas surgiram de seus pés.

Thiago Santos: 3,0
Muito mal. Uma pena. Vinha evoluindo a ponto de alguns da torcida pedirem sua titularidade, mas falhou no lance do gol e errou passes fáceis.

Lucas Lima: 5,0
Muito bem marcado. Faltou movimentação, mas ainda assim acertou uma bola na trave.

Bruno Henrique: 5,5
Começou mal, mas melhorou um pouco no segundo tempo, quando evitou alguns contra-ataques.

Marcos Rocha: -
Pouco tempo em campo.

Moisés: 4,5
Mal como meia e sem muito trabalho como volante. De útil, apenas um passe para Lucas Lima acertar a trave. Pouco.

Willian: 4,5
Começou relativamente bem, até sumir de vez. Isso ainda no primeiro tempo.

Dudu: 4,0
A exemplo de Willian, começou bem, procurando o jogo, mas depois do gol desandou. Simulou algumas faltas e errou jogadas que não costuma errar.

Borja: 4,5
Ainda não voltou a ser o atacante pré-Copa e pré-lesão.

Artur: -
Nem ele deve ter entendido sua entrada.

Felipão: 4,0
No papel, armou o melhor time possível dentro da proposta que vinha dando certo, mas na prática não funcionou. Fez escolhas erradas durante a partida, como a inversão de Dudu com Willian, e depois a troca de Borja por Artur, quando o time mais precisaria de alguém alto na área para tentar o empate. Por fim, com Hyoran no banco, colocou Marcos Rocha nos últimos minutos para tentar explorar o homem a mais. De "correto", apenas a troca de Thiago Santos por Lucas Lima, mas o meia foi muito bem marcado. Segunda derrota em casa do Bigode, essa bem mais doída.

Diretoria: zero
Por ganância do presidente e de seus subordinados, o Allianz Parque não encheu. Era uma semifinal de Copa do Brasil. Os quase 7 mil torcedores que não puderam pagar R$ 350,00 no setor mais próximo ao gramado, fizeram uma falta gigantesca.
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!