Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 27/02/2020 - 14:36h.
Apresentado, Rony fala sobre novela, chapéu, titularidade e expectativa para a estreia
Anunciado na última sexta-feira e treinando com o elenco desde o início da semana, o atacante Rony, destaque do Athletico-PR nas últimas duas temporadas, foi apresentado oficialmente pelo Palmeiras na tarde de quinta-feira, na Academia de Futebol.

Com contrato assinado até dezembro de 2024, o novo dono da camisa número 11 – vaga desde a saída de Ricardo Goulart em maio do ano passado, iniciou comemorando a oportunidade de defender o Maior Campeão do Brasil.

“É uma sensação única. Acredito que todas crianças, quando querem ser jogador, almejam chegar num clube grande. E comigo não era diferente. Meu sonho era jogar uma Série A. Hoje estou em outro clube grande, é uma felicidade imensa de estar num clube como o Palmeiras. Me sinto muito honrado, muito feliz. Qualquer jogador gostaria de estar no meu lugar, de estar num clube gigante como o Palmeiras. É um sonho realizado” disse o jogador, de 24 anos, que custará R$ 28,5 milhões aos cofres alviverdes (o pagamento será feito em 4 parcelas anuais).

Como não poderia deixar de ser, Rony também falou sobre a longa novela, que teve direito a uma quase renovação com o Athletico e que terminou com outro chapéu no Corinthians: “Tinha contrato com o Athletico, meu foco estava lá. Lógico que a gente ficava ansioso para as coisas se resolverem da melhor maneira possível. Agradeço à toda diretoria, ao Anderson, que teve paciência de esperar quase 2 meses. A gente sabia que as coisas aconteceriam no momento certo. Estou muito feliz”.

“Fiquei feliz por duas equipes grandes terem me procurado. Antes do Palmeiras entrar na negociação, o Corinthians estava na briga. Conhecia o Anderson Barros do Botafogo também. Graças a Deus deu tudo certo e estou feliz de estar aqui no Palmeiras” completou.

Por fim, o atacante falou sobre a disputa pela titularidade e avisou que está pronto para estrear já no clássico de sábado contra o Santos, mas para que isso aconteça sua documentação precisa ser regularizada na CBF e na FPF até amanhã.

“Já vinha treinando normal, joguei a final da Supercopa (do Brasil). Me sinto preparado para atuar. A briga será sadia, respeitando meus companheiros. Estou treinando forte para buscar meu espaço nos treinamentos para quando a oportunidade pintar eu aproveitar” encerrou.
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!