Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 04/03/2020 - 21:05h.
Verdão faz bom segundo tempo e estreia na Libertadores com vitória sobre o Tigre-ARG
Luiz Adriano e Willian fizeram os gols da vitória por 2 a 0 fora de casa. Árbitro ainda sonegou um pênalti escandaloso em Willian.

Com o mesmo time que treinou na terça-feira, ou seja, com Ramires e Rony de titulares nos lugares de Zé Rafael e Raphael Veiga, o Palmeiras iniciou o jogo vendo o Tigre tomar a iniciativa. Logo aos 50 segundos Prediger arriscou da entrada da área, nas mãos de Weverton. O Verdão só foi responder aos 10 num chute fraco de Willian que desviou no zagueiro e saiu em escanteio, que não resultou em nada.

Aos 13 minutos, numa falta sofrida por Rony a um passo da grande área, Dudu tentou jogada ensaiada com Viña, mas o uruguaio escorregou na hora da finalização. Aos 14, Dening arriscou de média distância e errou o alvo. Aos 15 minutos o Palmeiras pressionou a saída de bola do Tigre com Gabriel Menino, que desarmou o adversário acionando Willian; o camisa 29 tocou para Dudu, que perdeu a bola, mas Willian estava atento e recuperou a posse tocando de primeira para Luiz Adriano; o centroavante fintou seu marcador e bateu com categoria no canto superior esquerdo do goleiro: 1 a 0.

O gol não fez o time do técnico Vanderlei Luxemburgo assumir o controle da partida, pelo contrário. Empurrado pela torcida, o Tigre foi em busca do empate. Aos 19 minutos Felipe Melo saiu jogando errado e Cavallaro aproveitou a bobeada para tentar surpreender Weverton; o chute colocado do atacante passou perto da trave direita.

Aos 20 minutos novo vacilo do sistema defensivo alviverde, desta vez deixando Morales arrancar livre do meio-campo até finalizar da entrada da área, por sorte, fraco, fácil para Weverton. Após um período sem emoção, a equipe da casa voltou a levar perigo aos 33 minutos com Melivillo num chute cruzado que o camisa 21 Palmeirense tirou com os olhos.

Nos últimos 5 minutos do primeiro tempo cada equipe finalizou uma vez, o Palmeiras aos 40 com Rony, que pegou mal na bola após boa jogada individual, e o Tigre aos 41 com Cavallaro, nas mãos de Weverton.

Os dois times voltaram para a etapa final sem alterações, e o panorama do jogo pouco mudou, ou seja, o Tigre seguiu tomando a iniciativa. Aos 3 minutos a primeira finalização dos donos da casa: Rodriguez soltou a bomba, à direita de Weverton. Aos 4 outro susto, desta vez após cobrança de escanteio: Morales surgiu livre entre os zagueiros e escorou por cima do gol.

O Verdão respondeu aos 6 minutos num arremate de longe de Ramires que explodiu no travessão. A chance criada fez o Palmeiras acordar. Aos 12 Dudu foi lançado, passou por um zagueiro, entrou na área mas não chutou e nem passou. Ainda dentro do minuto 12 Alcoba quase marcou contra depois de cruzamento de Gabriel Menino.

Aos 14 minutos Acuña deu um coice em Rony dentro da área. O árbitro viu e expulsou o lateral. Com um jogador a mais, o Verdão se soltou de vez. Aos 17, após bicão/lançamento de Weverton, Luiz Adriano recebeu em condições, tentou passar pelo goleiro, que fez o desarme; a bola sobrou para Rony, que chutou muito forte, desperdiçando ótima chance.

A torcida presente em bom número ao Estádio Monumental Victoria teve pouco tempo para lamentar porque dois minutos mais tarde o segundo gol saiu: Rony enfiou para Willian, que dominou já ajeitando para bater de canhota no ângulo direito do goleiro. Golaço: 2 a 0.

Logo após o segundo gol Luxa promoveu duas alterações: Luan e Veron substituíram Ramires e Luiz Adriano, respectivamente. Com as mudanças, Felipe Melo voltou para a volância, sua posição de origem. Aos 26 minutos Rony tabelou com Willian e só não marcou seu primeiro gol pelo clube porque Marinelli fez grande defesa. No lance seguinte Willian sofreu pênalti escandaloso do goleiro, mas o árbitro de maneira vergonhosa não assinalou.

A partir dos 30 minutos o Verdão diminuiu o ritmo, mas sem perder o controle do jogo. Aos 32 Dudu arriscou da entrada da área, fraco, fácil para Marinelli. Aos 37 minutos o goleiro saiu mal da área e Willian tentou surpreendê-lo, mas a bola desviou e bateu no travessão. Essa acabou sendo a última participação do camisa 29, que na sequência deu lugar a Zé Rafael.

Os últimos 10 minutos, contando os acréscimos, foram protocolares, com o Tigre conformado com a derrota e o Palmeiras trocando passes à espera do apito final para confirmar os primeiros 3 pontos no Grupo B da Libertadores.

O Verdão volta a campo às 17h de sábado (07/3) para enfrentar a Ferroviária, no Allianz Parque.
 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
Para comentar usando o plugin do Facebook clique aqui
 
 
comments powered by Disqus
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!