Por Eduardo Luiz, da Redação PTD - 06/10/2018 - 19:52h.
Verdão controla o São Paulo, vence no Morumbi e se isola na liderança do Brasileirão
Gómez e Deyverson fizeram os gols da vitória por 2 a 0 no Morumbi, encerrando tabu de 16 anos sem resultado positivo no estádio do rival.

O jogo começou truncado no Morumbi, com as duas equipes priorizando a marcação em detrimento à criação. Aos 9 minutos Sidão falhou numa reposição ao jogar a bola em Deyverson; o atacante faria o gol se o goleiro não defendesse fora da área. Falta para cartão vermelho que a arbitragem de maneira incrível ignorou.

No contra-ataque da jogada anterior o São Paulo cavou uma falta perto da área que Reinaldo cobrou e Hudson desviou de calcanhar, à direita de Weverton. Aos 29 minutos Marcos Rocha sentiu a panturrilha e pediu substituição; Mayke entrou em seu lugar.

Melhor em campo, o Palmeiras voltou a levar perigo aos 33 minutos, já com a participação do lateral; ele tocou para Deyverson que demorou para cruzar, e quando cruzou, foi bloqueado por Bruno Alves. Na cobrança de escanteio, porém, o gol saiu. Dudu mandou na cabeça de Gustavo Gómez, que mergulhou para abrir o placar: 1 a 0.

Atrás no marcador, o São Paulo se abriu em busca do empate, dando ao Verdão o que ele queria: os contra-ataques. Aos 36 minutos, após escanteio rebatido pela defesa Palmeirense, Mayke avançou desde o campo defensivo e na entrada da área tocou para Dudu, que mandou na trave; a jogada prosseguiu com Moisés, que tocou para Mayke cruzar na cabeça de Deyverson: 2 a 0.

Se com 1 a 0 contra o rival já estava nervoso, com 2 a 0 ficou ainda mais. Por pelo menos duas vezes o árbitro contemporizou ao não dar cartão amarelo para os sãopaulinos. Com a vantagem confortável no placar, o time de Felipão administrou o resultado e ainda quase ampliou nos acréscimos, quando Victor Luis cobrou falta da intermediária; a bola tirou tinta do travessão.

Na etapa final, embora com duas alterações que em tese deveriam deixar o time mais ofensivo, o São Paulo não conseguia criar absolutamente nada. O Palmeiras, por sua vez, mostrava-se satisfeito com o 2 a 0. Esse panorama deixou a partida sem emoção.

Aos 19 minutos Lucas Lima cobrou uma falta próxima à área, à esquerda do goleiro. Aos 24 Felipão mexeu pela segunda vez, sendo a primeira por opção: Hyoran deu lugar a Willian. Entre os minutos 25 e 30 o Verdão teve dois bons contra-ataques para matar de vez a partida, mas o time foi displicente e desperdiçou ambos.

Aos 34 minutos, após boa jogada de Lucas Lima pela esquerda, a bola sobrou para Willian soltar a bomba e parar em ótima defesa de Sidão com o pé direito. Pouco depois Scolari promoveu a última alteração: Lucas Lima por Bruno Henrique. Aos 37 a primeira chance clara de gol para o São Paulo: Bruno Peres cobrou lateral, a defesa não afastou, Tréllez mandou para a área e Rojas finalizou, mas Weverton estava atento e fez a defesa.

O lance criado ao acaso fez os mandantes se animarem. Aos 42 minutos Reinaldo chutou torto, a bola sobrou para Rojas livre na área mas Weverton cresceu pra cima dele e fez outra boa defesa. Nos minutos restantes do segundo tempo, contando os 4 de acréscimo, o São Paulo continuou cercando a área alviverde, mas sem conseguir infiltrar. E assim foi até o final do jogo.

Com a vitória no Morumbi o Palmeiras vai a 56 pontos, isola-se na liderança do Brasileirão e de quebra encerra um tabu de 16 anos sem resultado positivo no estádio do rival, que estava invicto como mandante no campeonato.

Fato inédito desde que Felipão assumiu, o Verdão terá uma semana de folga antes do próximo compromisso, marcado para 16h de domingo (14/10) contra o Grêmio, no Pacaembu.

Notícias relacionadas:

- Notas de São Paulo 0 x 2 Palmeiras
- Ficha técnica de São Paulo 0 x 2 Palmeiras

 
Vai comentar? Leia e respeite nossas regras
 
 
Os comentários feitos neste espaço não representam a opinião do Palmeiras Todo Dia. A responsabilidade sobre eles são de seus respectivos autores.
Palmeiras Todo Dia | O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!
 
 
 
Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!