CHEGA DE SER TROUXA (21/03/2018)
 


Ah, o futebol não é mais o mesmo. Aquele romantismo ficou na "caixa de Pandora" do tempo, guardada pelos primeiros gols da "Sociedade" e pelas primeiras e inesquecíveis conquistas. Será?

Infelizmente, o ilustre leitor desta coluna comete o erro crasso em achar que o mundo dos outros nunca se incomodou com o nosso crescimento e nunca planejou interromper a nossa escalada.

As famílias aristocráticas sempre olharam de soslaio para nós, "carcamanos" da primeira metade do século XX: - À labuta, operários fabris. Ao lazer, rapazes do football association - diziam os senhores industriais.

Sendo assim, sempre fomos o alvo preferido dos "magnatas" que queriam manter o domínio sobre o destino de muitos. Afinal, sempre quisemos aumentar as fatias do bolo e alterar, esportivamente o estado, da forma mais competitiva possível, mas a abertura social incomodou os reacionários.

Alguns adversários continuaram e continuam, lado a lado conosco, a luta pela hegemonia . Entre eles houve quem aderisse ao clientelismo, enquanto outros fundiram oportunistas e hipocritas. Nós, para eles - embora não mais somente imigrantes, como também migrantes - continuávamos a ser os mesmos "carcamanos" de sempre. "Anarquistas? Graças a Deus!"

Contudo, eu confesso aos amigos: Cansei! Minha vontade é "meter o Marlon Brando nas ideias e sair por aí".

Cansei das tramas fomentadas nos bastidores alterarem os nomes dos melhores, ao final da maior parte dos campeonatos; cansei das disputas judiciais serem manipuladas; cansei de ser interpretado como outrora, italiano ignorante e "carcamano".

Hoje, quero a isonomia e por ela escreverei. Pelas palavras, laudas e impressões farei com que ela tenha um sentido único.

O futebol reflete as mazelas impostas à sociedade? Então por ela a "Sociedade" levantará a sua bandeira.

Chega de ser trouxa!



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História... Amizades... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.

comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!