CAPÍTULO 13 (as tarefas que precedem a aurora alviverde) (02/10/2013)
 


Estamos voltando e você não perde por esperar.

A lendária camisa alviverde parece propensa a retomar seu desfile de glórias.

Baseado em que parâmetros este insano colunista profetizaria tal retorno?

Assim como a lágrima da morte nos encontra, a vida pede passagem quando seu sopro é certeiro.

Queira gentilmente aceitar a chegada do tempo de paz e de bonança.

Praga que a lei de causa e efeito cobra dos feiticeiros, o batráquio enterrado em solo sagrado partiu e hoje habita o estádio adversário, travestido de maledicência.

Economia planejada, "Arena" ultimando detalhes, temporada compatível com as festividades do "Centenário" . Afinal um clube por quem se orgulhar.

Ninguém prometeu nada, mas desde já respiro a confiança dos homens de bem. Eles não precisam prometer as pirâmides egípcias para que o "Nilo" de minhas expectativas possa fertilizar os meus objetivos.

Para que grandes planos possam ser realizados, pequenos planos devem ser concluídos. Mesmo que você se incomode, tolere e persevere. A série B durará apenas o tempo que for necessário.

Na verdade, a confiança é tamanha que mesmo o rigoroso tribunal, o monopólio televisivo e a imprensa tendenciosa não impedem meu otimismo.

Nunca precisaremos manobrar a justiça para fazer valer os direitos da "Sociedade".

Nunca precisaremos ouvir ou ler  "qualquer um" para sabermos notícias sobre a "Sociedade".

Nunca precisaremos de ajudas externas para conquistarmos campeonatos.

Enfim, nunca precisaremos envolver o nome da Sociedade Esportiva Palmeiras em armações.

Viva a vitória, viva o espírito de equipe, viva a responsabilidade, profissionalismo e planejamento.

Viva o respeito ao adversário - Oeste (agora em 14°) -, pois ao franco atirador resta apenas apostar no imponderável e nós sabemos que ele é possível.

Que o capítulo 12 - ABC (18°) -  nos reserve as melhores surpresas.

O fim está próximo.



***

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História.... Amizades ... Esposa e Filha.

Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira e poesia perdidas.

Visite o nosso espaço eletrônico, "À LUZ DA CATEDRAL" -
www.catedraldeluz.blogspot.com


comments powered by Disqus
acesso rápido
 
 
 
 
 

Palmeiras Todo Dia - O Site Oficial do Torcedor Palmeirense!